O sofá e a gratidão: encerramento II ENRPJ

Publicado em 9 de setembro de 2017 Por Seja o primeiro a comentar!

A manhã do terceiro e último dia do II ENRPJ, 9 de setembro, começou com a oração e animação da equipe de música promovendo momentos de descontração entre os participantes vindos das diversas regiões de todo o Brasil. Os 17 regionais presentes no encontro finalizaram as dimensões com chave de ouro. Revitalizados a partir do evangelho e motivados o dia teve um momento de partilha no “sofá” em que as distintas realidades apresentaram-se a partir do agir, do sair do sofá e mostrar a alegria do rosto da juventude pelo Brasil.

O “sofá” de partilha no II ENRPJ

Padre Toninho, assessor nacional da Comissão Episcopal para a Juventude da CNBB, conduziu os trabalhos abordando 3 eixos: a missão, capacitação e formação, e a comunicação/acompanhamento.

Missão

A finalidade das expedições missionárias é despertar e tocar os corações. Estes também são os objetivos da 3ª Expedição Missionária que será realizada de 01 a 10 de dezembro em Caxias –MA. O jovem Jhonatan do Regional Nordeste 5 falou do preparo para a missão e deu algumas orientações práticas para a chegada e acolhida dos missionários, e ao final de sua fala, conduziu a oração dessa Missão.

Ainda na dimensão missionária, Irmã Cláudia falou sobre a Semana Santa Missionária onde as visitas nas comunidades levam às poucas famílias moradoras da região a oportunidade de bem celebrar a Semana Santa.

Capacitação e formação

No segundo eixo abordado, foram divulgados os cursos existentes, reforçando a necessidade de pessoas preparadas e capacitadas para acompanhar e assessorar os jovens e adolescentes. Também foi um espaço para depoimentos dos alunos dos cursos de pós-graduação e de extensão universitária. Padre Josuel de Salvador disse que ‘é preciso conhecer os jovens, saber como acompanhá-los e estar perto da juventude, por isso o curso está sendo importante’. A jovem Denise, participante do curso de lideranças juvenis, disse que é fundamental conhece as realidades dos regionais.

Kelvin, da equipe de comunicação dos Jovens Conectados, falou do lançamento da plataforma com novidades nos cursos em EAD com chat para maior interatividade, disponibilização das aulas e textos em pdf, e ainda espaço para perguntas e dúvidas sobre o funcionamento. Também explicou sobre o cadastramento, o passo-a-passo das inscrições e os cursos disponibilizados na plataforma.

Comunicação e acompanhamento

O terceiro eixo abordado foi a comunicação contando a importância deste trabalho na Igreja e o nascimento do Jovens Conectados como um canal de comunhão e uma forma de gerar unidade. Layla, membro da equipe de comunicação dos JConectados ressaltou que este é um trabalho feito por uma equipe de jovens servindo a evangelização através das redes. Ela também explicou como funciona o trabalho desta equipe e como enviar conteúdo das Dioceses através do e-mail e das redes sociais.

Depois de um breve intervalo, padre Toninho abriu um espaço para perguntas e falou do calendário das próximas atividades, como por exemplo, a Romaria da Juventude em Aparecida-SP com o tema ‘Maria, modelo de jovem para o leigo e leiga’.

Gratidão – Missa de Encerramento

Motivados pela experiência de partilha na manhã, o encontro finalizou-se com a missa no Santuário de Dom Bosco. Dom Vilson Basso, presidiu o momento que foi denominado de GRATIDÃO! O mesmo sentimento partilhado por quem vivenciou os momentos de revitalização em Brasília e que viu o cerne da celebração ser movida pelo agradecimento do que se passou.

Missa de encerramento do II ENRPJ

Com a missão de priorizar os gestos concretos a partir dos documentos e anseios para a juventude, os presentes foram chamados a serem multiplicadores da alegria do evangelho.

Veja a homilia de Dom Vilson Basso na missa de encerramento:

Publié par Jovens Conectados sur samedi 9 septembre 2017

Com tudo isso, a juventude é chamada para sair do sofá e colocar -se para fora, assim pede a doutrina da Igreja. O bispo fez referência ao momento da manhã e deixou a mensagem para todos: “precisamos ter sempre a esperança, o papa Francisco vê na juventude uma grande disponibilidade. Uma juventude q espera testemunhas. E nós somos chamados a ser testemunhas do que vivemos aqui”

Assim, se encerrou o 2 Encontro de Revitalização da Pastoral Juvenil, a Juventude é chamada novamente a assumir o protagonismo juvenil. Viver firmes na fé e alegres na esperança, como no evangelho deste dia. A vida já venceu a morte, e nessa certeza continuemos, revitalizados e conectados com Deus.

Por Ju Cuani e Maria Emília, dos Jovens Conectados
Redes Sociais: Layla Kamila

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais