Entrevista: Lançamento do DOCAT no Brasil

Publicado em 23 de novembro de 2016 Por Seja o primeiro a comentar!
Jerônimo Lauricio - responsável pelo YOUCAT Center Brasil

Jerônimo Lauricio – responsável pelo YOUCAT Center Brasil

Em entrevista ao Jovens Conectados, o missionário e responsável pelo YOUCAT Center Brasil, Jerônimo Lauricio, falou sobre o lançamento do DOCAT, em parceria com a Pastoral Juvenil da CNBB, e como os jovens podem pôr em prática a Doutrina Social da Igreja.

Na entrevista, Jerônimo fala sobre as expectativas para a acolhida do DOCAT entre os jovens, e os projetos para divulgar essa mensagem em todo o país.

Segundo o Papa, o DOCAT é para os jovens um manual para a revolução, uma resposta para a pergunta “O QUE DEVE SER FEITO”.

E para você, jovem, “o que deve ser feito?”.

Leia a entrevista exclusiva, concedida pelo Jerônimo aos Jovens Conectados, e “inspire-se” para poder entender o que você e seu grupo jovem podem fazer.

Diante dessa missão de levar o DOCAT aos jovens, o Pe. Toninho, Assessor da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, destaca que “a Pastoral Juvenil é a primeira responsável pela evangelização da juventude, e o site www.jovensconectados.org.br é o canal que dá visibilidade a essa missão. O DOCAT é parte dessa missão da evangelização da juventude. Sendo a Pastoral Juvenil a primeira responsável pela evangelização da juventude na Igreja do Brasil, acolhe e abre espaço para que Associação Youcat Brasil possa contribuir nessa grande missão”.

Boa leitura:

Jovens Conectados: O que é o DOCAT?

Jerônimo Lauricio: É uma adaptação popular do Compêndio da Doutrina Social da Igreja, um resumo dos Ensinamentos Sociais da Igreja: “DO” vem do verbo fazer enquanto o “CAT” vem de Catecismo. Para além do Compêndio da DSI, foram incorporadas as reflexões das duas Encíclicas Sociais do Papa Bento XVI (Deus Caritas Est e Caritas in Veritate) e a Encíclica do Papa Francisco (Laudato Si). O DOCAT, cujo os direitos de autor e grafismo pertence à YOUCAT Foundation (Alemanha), foi publicado pela Conferência Episcopal Austríaca com aprovação oficial da Igreja Católica por meio da Congregação da Doutrina da Fé e do Pontifício Conselho para a Promoção da Nova Evangelização.

 

JC: Como surgiu o DOCAT?

JL: O DOCAT foi uma ideia que surgiu entre alguns jovens dos Estados Unidos, que participaram da JMJ 2011 em Madrid e lá receberam de presente o YOUCAT. Depois de lerem e estudarem o YOUCAT, esses jovens norte-americanos escreveram à YOUCAT Foundation com a seguinte inquietação: “- Agora sabemos o que é a fé, mas o que realmente devemos FAZER? O que vocês acham de escreverem um DOCAT, um livro que nos indique o que fazer?  Como a Doutrina Social exige participação, a equipe dos autores na Alemanha, implementaram este importante princípio da DSI desde o início. Sob a orientação do Cardeal Arcebispo de Viena, Dom Christoph Schönborn e do Cardeal Arcebispo de Munich, Dom Reinhard Marx, renomados especialistas em Doutrina Social, estudiosos e jovens de todo o mundo, entre os anos de 2012 e 2015, trabalharam juntos para trazer à luz o DOCAT. Estes jovens estiveram envolvidos de várias maneiras no processo de gestação do DOCAT: pesquisando os tópicos, formulando as perguntas, participando de oficinas, fornecendo fotos, etc. Foi assim que o DOCAT se tornou uma excelente orientação para a ação cristã.

 

JC: Qual o objetivo do DOCAT?

JL: O DOCAT, seguindo os passos e propostas da Nova Evangelização, pretende recordar aos jovens que sua principal tarefa enquanto cristãos em todo o mundo é também encher de ‪‎Fé,‪ Esperança e ‪‎Caridade, os espaços, que pouco foram sendo instrumentalizados, esvaziados de sentido e dignidade. Assim como o Papa Bento XVI presenteou os jovens na Jornada de 2011 em Madrid com o YOUCAT, o Papa Francisco na JMJ 2016, também presenteou os jovens peregrinos. Desta vez o presente foi o “DOCAT App”, um gesto que é o ponto de partida para uma campanha juvenil à escala global: «Faça parte do sonho do Papa.» Um sonho de ver 1 Milhão de Jovens sendo a Doutrina Social em movimento.

 

JC: O DOCAT, segundo o Papa, é para os jovens um manual para a revolução, uma resposta para a pergunta “O QUE DEVE SER FEITO”. Então, Jerônimo: o que deve ser feito?

JL: O subtítulo: O que fazer, (ou Como agir), indica que o DOCAT nos convida à ação, ao movimento. “O mundo não pode continuar como está. A Doutrina Social da Igreja pode ajudar muitos homens!”  E isso nos faz lembrar aquele “jovem” que se aproxima de Jesus e pergunta o que ele DEVE FAZER pra ir pro céu, herdar a vida eterna. Também essa é a nossa pergunta nos dias de hoje. A diferença é que já temos a resposta no AMOR. Somos chamados à eternidade, Deus nos criou para estar com Ele que é Amor, mas tudo começa aqui na terra. Isso significa dizer que todas as nossas ações, todos os nossos projetos e obras precisam estar enraizados no amor, pois é por ele que seremos julgados ao ir pro céu.  Um caminho seguro, certamente é o das Obras de Misericórdia e todos os projetos caritativos que delas decorrem. É preciso apenas ter um coração decidido.

 

JC: Os jovens estão um pouco distantes da Doutrina Social da Igreja. Como aproximá-los?

JL: O melhor caminho é ser paciente e lançar as sementes da DSI com a mesma honestidade e ousadia que o Papa fez conosco na Vigília da JMJ em Cracóvia, ao nos dizer que “o mundo de hoje nos pede para ser protagonistas da história, porque a vida é bela desde que a queiramos viver, desde que queiramos deixar uma marca que determine a nossa história e a história de muitos outros” É esse convite que todos nós precisamos semear com palavras e atitudes concretas no coração desses jovens. Como nos disse o Papa Bento XVI aqui no Brasil: “Os jovens não tem medo de desafio, mas sim de uma vida sem sentido”.

 

JC: Como os jovens podem colocar em prática a Doutrina Social da Igreja?

JL: Na missão do YOUCAT, temos 4 princípios (CONHECER – ENCONTRAR – PARTILHAR – EXPRESSAR). Compreendemos que a partir desses princípios, podemos dar 4 passos concretos para colocar em prática a DSI, os quais deixamos como sugestão:

Conhecer e estudar em Grupo a Doutrina Social da Igreja;

– Ir ao encontro de outras pessoas;

– Anunciar e partilhar os 4 princípios da DSI;

Expressar a DSI por meio das Obras de Misericórdia, atos de Caridades e Projetos Sociais enraizados no Evangelho.

 

JC: Os jovens que não estão engajados em movimentos e grupos jovens, também podem adquirir o DOCAT e fazer a diferença?

JL: Claro. O próprio Papa nos deixa sinais de que isso é plenamente possível – a muitos-, e eu diria que também aqueles, que embora não tenha nenhum engajamento eclesial, se sente impelido pela força do seu batismo a fazer algo de bom pelo mundo. É como o Papa Francisco nos reafirma no final do prefácio: “Se muitos colaborarem nesta ação comum, então as coisas irão melhorar neste mundo e os homens poderão sentir que o Espírito de Deus age através de vós. E talvez então vós sereis como tochas que tornam mais claro para esta humanidade o caminho para Deus. Por isso dou-vos hoje este excelente livro, para que ele acenda em vós um fogo.”

 

JC: Quanto ao livro DOCAT, como ele está organizado?

JL: O DOCAT segue o estilo, o designer gráfico e o layout de todos os livros da coleção YOUCAT, especialmente o “Catecismo Jovem”. Além de perguntas e respostas, em cada página, há citações bíblicas, citações de vários autores, citações dos ensinamentos da Igreja, explicações de conceitos e os famosos stickman. Também temos os números de parágrafos do Compêndio da DSI, do CIC e do YOUCAT a cada resposta para um entendimento mais aprofundado sobre o tema. Papa Francisco é citado cerca de 80 vezes. Como o YOUCAT, o DOCAT é também um livro com uma mensagem para uma civilização do amor. Pode-se dizer que a contribuição única do DOCAT é a referência dos ensinamentos da Igreja no final de cada capítulo sobre os temas discutidos nesse capítulo. Alguns capítulos incluem tópicos adicionais que são relevantes hoje, em forma de Digressão. As citações inclusas são de pessoas cristãs outras é verdade que não. Porque acredita-se que as contribuições de ambas podem estimular uma discussão sobre a verdade. As fotos que ilustram o DOCAT são de jovens de todo o mundo, selecionadas após um concurso de fotos sobre cada tema. Enquanto o YOUCAT é dominado pelas cores, amarelo e branco (a cor da Igreja Católica), o DOCAT é dominado pelo azul, a cor da fraternidade (de acordo com os editores).

 

JC: Posso usar o DOCAT nos encontros de catequese? Sugestões de como trabalhar?

JL: Sim precisamos usar essa ferramenta em nossos encontros de Catequese. Na verdade, é sabido por todos que a DSI embora tenha um pouco mais de um século de história, ainda é por muitos católicos desconhecida. O DOCAT surge como um pequeno mais importante farol para nos ajudar a entender que “a vida cristã não se expressa unicamente nas virtudes pessoais, mas também nas virtudes sociais e políticas.”, Foi neste sentido que o Papa Bento XVI nos fez em 2007 um desafio: darmos um lugar adequado para a “catequese social” e uma adequada formação na doutrina social da Igreja. No campo do conhecimento, penso que seja oportuno colocar pouco a pouco o conteúdo dos 12 capítulos ou princípios da DSI no conteúdo programático dos encontros de Catequese, sobretudo nas turmas de Crisma. E no campo da ação, (os jovens crismandos ou os adolescentes das turmas de Perseverança), podem ser motivados a ter um calendário de atividades em que eles tenham como expressar a DSI por meio das Obras de Misericórdia, atos de Caridades e projetos sociais enraizados no Evangelho.

 

JC: Vocês formam um grupo (YOUCAT CENTER) que já levou o YOUCAT para todo Brasil. Como será o trabalho e missão de vocês agora com o DOCAT?

JL: Bom, inicialmente preciso que é natural que muitos identifiquem o YOUCAT Center como um Grupo, mas ele não é um Grupo, Movimento, Comunidade como tão bem conhecemos no Brasil pelos seus carismas específicos, até discernimento da Igreja após a nossa experiência. O YOUCAT CENTER BRASIL (com seus missionários e voluntários) é um dos projetos da “Associação YOUCAT  Brasil”, (uma instituição de direito privado, sem fins lucrativos, de caráter organizacional, assistencial, religioso e educacional), que tem como serviço e missão, ser na Igreja para o mundo um CAMPUS FIDEI e um CAMPUS MISERICORDIAE: um Campo da Fé e um Campo da Misericórdia. A partir desses dois elementos fundantes, o YOUCAT Center é portanto, um campo como lugar onde se semeia; um campo como lugar de treinamento e um campo como lugar de construção, que à luz dos quatro princípios do YOUCAT, (Conhecer, Encontrar, Partilhar e Expressar), procura em suas atividades pelo Brasil ser e formar uma geração de jovens mais enraizada na Fé e fecunda em boas obras.

Neste sentido é que a partir de 2017 em relação ao DOCAT, nossa missão se concentrará na: – Publicação de um “Manual para Grupos de Estudo YOUCAT e DOCAT”;

– Lançaremos a nível nacional o projeto “Desafio YOUCAT”, que consiste em uma competição a cada semestre (online) de equipes, as quais sairão vencedoras e ganharão prêmios aquelas que melhor se desempenharem no campo da Fé e das Obras;

– Produção de vídeos com pílulas do DOCAT;

– Encontros de Formação sobre a DSI nas Dioceses;

– 2018 a I Conferência Latino-Americana sobre o DOCAT e o início do “DOCAT Camp” pelo país, encontros de treinamento para jovens sobre a DSI.

 

JC: Como o site Jovens Conectados, da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude, e suas mídias sociais podem ajudar vocês na divulgação e promoção do DOCAT?

JL: Creio que o importante já começamos a fazer e a viver, que é o esforço por essa colaboração mútua e participação em prol do Evangelho. Isso é aplicar a nós mesmos por primeiro a riqueza da DSI. O Papa Francisco reiteradas vezes nos relembra que “devemos construir pontes e estradas de fraternidade”. Neste sentido, é que vejo o site dos Jovens Conectados como aquele combustível específico que pode fazer com que o DOCAT se espalhe pelo Brasil com mais facilidade, pelo nível de alcance que ele possui nas redes sociais.

 

Por: Fabiano Fachini, Jovens Conectados

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais