Jovens mineiros se tornam Guardiões do Patrimônio Cultural

Publicado em 3 de setembro de 2019 Por Seja o primeiro a comentar!

Um grupo de quatorze jovens dos municípios de Sabará, Raposos, Caeté e Santa Luzia/MG, que participaram, no último ano, do Programa Agentes Jovens da Comunidade – Guardiões do Patrimônio Cultural, receberam o certificado de conclusão do curso no último dia 30, em solenidade na Assembleia Legislativa de Minas Gerais.

Durante um ano, os jovens tiveram a oportunidade de aprender mais sobre as riquezas históricas, culturais, naturais e artísticas de suas comunidades, a partir de aulas teóricas e práticas, com professores da PUC Minas. A iniciativa, mantida pela Arquidiocese de Belo Horizonte, com o apoio da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, busca oferecer aos jovens uma formação cidadã, capacitando-os para serem empreendedores, considerando o patrimônio histórico-cultural de suas regiões, gerando oportunidades de emprego e renda.

Ao mesmo tempo, o Programa Agentes Jovens da Comunidade – Guardiões do Patrimônio cultural qualifica a juventude para preservação desse patrimônio. Os participantes foram indicados por suas comunidades paroquiais e fizeram o curso de modo gratuito.

As atividades do Projeto foram realizadas aos sábados e contemplaram, além das aulas, visitas guiadas a igrejas e outros lugares de reconhecida importância histórica.

Por: SMC/ Arquidiocese de Belo Horizonte.

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais