Conheça um pouco mais da capital cultural da Polônia

Publicado em 27 de abril de 2016 Por 1 Comentário

9386662354_c61c166059_k

Um guia para os brasileiros que ainda tem esperança – PARTE 2

Faltam apenas três meses para a Jornada Mundial da Juventude 2016. Se você vai para JMJ na Cracóvia, e além das atividades propostas pela programação oficial do evento quer passar um tempo a mais por lá antes ou depois do evento, então seguem algumas dicas sobre a capital cultural polonesa.

A CRACÓVIA

A Cracóvia já foi a capital da Polônia por seis séculos, quando foi invadida e destruída pelos Mongóis no século XVI. Atualmente conta com mais 140 igrejas, já que o país é, em sua maioria, habitado por católicos. As principais estão localizadas no centro histórico, onde acontecerão os principais eventos da JMJ 2016. Separamos aqui alguns lugares que vale a pena o jovem peregrino visitar por lá.

CENTRO HISTÓRICO

O centro histórico ou cidade velha de Cracóvia é um marco local. Nele estão muitos pontos importantes para o país. Para ver ao vivo, basta acessar o site do Webcam que mostra em tempo real o que acontece por lá.

PORTÃO FLORIANO E BARBICAN: O Portão Floriano é um dos portões de entrada da Cracóvia, no setor sul do Rio Vístula, onde também fica o Barbican que está totalmente preservado. Nestes locais muitos nomes importantes da realeza mundial e também oficiais passaram para chegar até os pontos principais da cidade. O local dá acesso à Rua Florianska, que dá acesso à Praça do Mercado.

CASTELO DE WAWEL: O Castelo de Wawel foi erguido sobre a caverna do Dragão de Wawel que, segundo a tradição, rodeava a cidade. O sapateiro Krak foi o grande herói que conseguiu matar o animal e tornou-se, então, o primeiro rei da Polônia.

Para chegar até o local é preciso cruzar a Rua Canonicza, que liga o Portão Floriano até o Portão dos Escudos, onde fica a Catedral de Wawel.

A catedral já foi o cenário das coroações da realeza do país e também é um grande mausoléu dos seus grandes imperadores. Também foi nela que João Paulo II celebrou sua primeira missa como Sacerdote, em sua homenagem, uma estátua foi feita em frente à Igreja. Dentro de Wawel também tem a estátua do Dragão de Cracóvia que, a cada cinco minutos, solta fogo pela boca. O local foi também a casa oficial dos grandes imperadores da cidade e hoje pertence ao Governo Polonês.

UNIVERSIDADE JAGUELÔNICA: É também na Rua Canonicza que está localizada uma das mais antigas universidades do mundo, a Universidade Jaguelônica. Nela, João Paulo II começou seus estudos de Filologia onde aprendeu a falar 12 línguas. Durante a 2ª Guerra Mundial o local ficou fechado por dois anos por ordem dos Nazistas e foi reaberta logo depois. Ao lado do prédio onde estudou Karol Wojtyla fica do Museu Arquidiocesano, lugar onde ele morou quando foi sacerdote e bispo, e hoje expõe peças sobre a sua vida.

RUA GRODZKA: Seguindo em frente no caminho da Universidade, chega-se à Rua Grodzka, onde está a Igreja de São Pedro e São Paulo, a primeira construída em estilo barroco na cidade e considerada o mais antigo edifício construído neste estilo na Polônia. Na fachada há esculpidas estátuas dos apóstolos de cristos, feitos dois séculos após o fim da construção.

Em uma travessa da mesma rua é possível encontrar a Igreja Dominicana da Santíssima Trindade com uma arquitetura também curiosa.

A rua é bastante movimentada principalmente por sua história e um dos pontos de acesso à Praça do Mercado.

PRAÇA DO MERCADO: Na Praça do Mercado, além do tradicional Mercado dos Tecidos que está bem no meio da maior praça medieval da Europa, onde há diversos boxes de vendas de tecidos e artesanatos, está a Basílica de Santa Maria. Além de conhecer a belíssima arquitetura gótica, você também pode acompanhar de hora em hora o toque do trompete que soa da torre mais alta da Basílica e é interrompida na metade. Isso em homenagem ao trompetista que foi morto pelos Mongóis quando anunciava a invasão destes inimigos que atacavam a cidade no Século XIII.

Também fica na praça o prédio da antiga Prefeitura da Cidade, com uma arquitetura bastante particular e no topo da torre está uma coroa que sobrou depois de um raio atingir o local no Século XIX. Hoje é um museu, com um teatro no sótão e do alto é possível ter uma vista maravilhosa da parte velha da cidade.

O mais tradicional a se fazer quando se está neste local é o famoso passeio de carruagem no melhor estilo contos de fada. Não é uma volta barata, cerca de 100 Złoty por 30 minutos, mas vale a experiência. Depois disso, tomar um café em uma das várias cafeterias que cercam a praça é uma boa pedida. Além disso, é possível encontrar diversos restaurantes e igrejas menores.

No passado havia uma grande muralha que cercava esta parte do centro, todo arborizado, chamado apenas de Plenky. O final de cada rua era fechado com um portão, onde hoje resta apenas o Portão Floriano.

JMJCracóvia_GuiaparaBrasileiros-2FORA DO CENTRO HISTÓRICO

SANTUÁRIO DA DIVINA MISERICÓRDIA: Há cinco quilômetros do centro histórico, o Santuário da Divina Misericórdia é também ponto de parada obrigatória do cristão que visita a Cracóvia. O local é formado por uma Basílica em formato de navio e o Convento das Irmãs de Nossa Senhora da Misericórdia junto à Igreja de São José. Neste local encontra-se o túmulo de Santa Faustina, que recebeu as revelações de Nosso Senhor sobre a Divina Misericórdia e relatou estas aparições em um diário.

MINAS DE SAL DE WIELICZKA: Há cerca de 30 km do centro histórico da Cracóvia está um dos museus naturais mais interessantes da cidade. As Minas de Sal de Wieliczka começaram a ser exploradas no século XII e os trabalhos terminaram no final do século XIX. No local há túneis com mais de 200 km de extensão e chega a cerca de 330m de profundidade.

Dentro dela foi esculpida a Capela de Santa Tinga, tudo feito nas rochas de sal, inclusive uma réplica do quadro A Última Ceia de Leonardo Da Vinci e centenas de figuras bíblicas da igreja católica.

Por Camila Ribeiro

FONTE: JOÃO PAULO II, SANTUÁRIO DA DIVINA MISERICÓRDIA, CASTELO DE WAWEL, VIAJE AQUI, A PRÓXIMA VIAGEM, DOCUMENTÁRIO CRACÓVIA, MINAS DE SAL WIELICZKA

JMJCracóvia_GuiaparaBrasileiros---barra

Um guia para os brasileiros que ainda tem esperança – PARTE 1

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais