Pastoral Juvenil Samaritana: jovens franciscanos se dedicam à ações de solidariedade

Publicado em 30 de abril de 2020 Por Seja o primeiro a comentar!

O dom de servir é fundamental dentro do carisma franciscano e a juventude tem se dedicado à ações de solidariedade especialmente durante a pandemia, levando a sério o serviço e o cuidado com os irmãos. Para Frei Diego Melo, coordenador da Frente da Solidariedade para com os Empobrecidos, o protagonismo jovem tem feito a diferença.

“Creio que o Coronavírus despertou muitas fraternidades e comunidades para um novo modo de ser Igreja, um novo modo de vivenciar a fé. A necessidade fez despertar uma criatividade pastoral que certamente deixará muitos frutos para o nosso modo de Evangelizar, principalmente pelo protagonismo jovem nas principais iniciativas de solidariedade para com os mais empobrecidos”, avalia o frade.

Tenda Franciscana – Largo São Francisco/SP. Foto: Franciscanos.org.br

Embora contem com o apoio das Fraternidades Franciscanas, quem está no contato direto e na grande articulação dessas ações são os jovens.

“Creio que essa atitude tem um sinal profético muito grande, pois são eles, que no auge da sua juventude, nos mostram um jeito de ser Igreja que não se reduz às burocracias eclesiásticas ou a uma vivência estritamente sacramental da fé. São os jovens que, através das suas atitudes, entusiasmo, liderança e decisão anunciam uma Igreja mais samaritana, comprometida, próxima e que sabe colocar-se a serviço”, celebra Frei Diego.

Máscaras não escondem sorrisos nos olhos

O Serviço Franciscano de Solidariedade (Sefras) construiu a Tenda Franciscana, no Largo São Francisco no centro de São Paulo/SP para distribuição de alimentos e assistência à população em situação de rua. A ação teve início no dia 27 de março e segue a cada dia atendendo a um número maior de pessoas.

A jovem Mariana Lopes Florencio, que participa da Paróquia Santa Clara de Assis em Bauru/SP, soube do voluntariado no Sefras e com ajuda de uma “vaquinha”, conseguiu o dinheiro para viajar a São Paulo.

“Eis, que no dia 30 de março embarquei no ônibus. A cada dia é uma experiência nova. Cheguei totalmente insegura, mas com muita vontade de ajudar, consciente de que estaria saindo do meu conforto, do meu porto seguro, da minha família, e de certa pra forma do meu comodismo, para me colocar em risco”, conta ela.

Na Tenda Franciscana, Mariana ajuda na distribuição das “quentinhas”.

Meu coração se alegra por estar ali e entregar uma marmita, uma água, um suco, um talher ou seja o que for. Essa alegria poderia ser transmitida também por um sorriso, mas pelo uso das máscaras, os sorrisos ficam ocultos, porém os nossos olhos sorriem e as pessoas percebem isso. A cada dia vemos a providência divina e, muitas vezes, o milagre da multiplicação e o bonito é saber que não importa sua religião, credo, etnia, raça, cor… O mais importante é fazer o bem! Esses dias têm sido gratificantes e são experiências que vou levar para minha vida toda. Esses dias do meu voluntariado têm me ajudado a ser uma pessoa melhor, destruindo muitos conceitos e mostrando o verdadeiro sentido de Amar, Cuidar e Defender”, garante Mariana.

A solidariedade vem de berço

A jovem Bruna Maria, que monta cestas básicas para ajudar diversas famílias, ressalta a importância da solidariedade.

“Minha família e minha paróquia (Santa Clara de Assis – Imbariê/RJ) sempre me ensinaram a importância da solidariedade. Vivemos em um bairro pobre, com pouco acesso a saneamento básico, educação de qualidade e segurança, contudo muito rico em luta e resiliência. As periferias tendem a sofrer mais nos períodos de crise e, neste período de pandemia não está sendo diferente. Nos resta unir pessoas de bom coração e ajudar aos que mais precisam – hoje a quantidade de famílias atendidas aumentou.

O FAIM (Festival de Artes em Imbariê), com a ajuda de parceiros, também está fazendo a distribuição de cestas nos bairros do Terceiro Distrito de Duque de Caxias/RJ. “Tem sido um período de muita reflexão. Estamos vendo pessoas abdicando de sua segurança para ajudar o próximo, temos visto a face de Cristo em todos que ajudam e principalmente nos que precisam nesta onda de amor. Minha prece é que não esperemos um momento de crise para aflorar nossa sensibilidade”, ensina a jovem.

Jovens samaritanos em ação!

Convide os jovens de seu grupo, movimento, comunidade e pastoral para praticarem estas ações. A unidade na realização destes atos, fará uma grande diferença neste tempo de espera e prevenção. Se você já realizar alguma ação e gostaria de nos contar, escreva para: noticias@jovensconectados.org.br

Contamos com você! Baixe aqui os materiais de divulgação e faça sua parte!

*Como ajudar o Sefras
Central de doações: (11) 3795-5220 / (11) 96607-3441 (Lucas). E-mail: articulacao@sefras.org.br (Rosângela).

 

Com informações de Franciscanos.org.br

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais