Pastoral Juvenil Samaritana: JMV Brasil em tempos de Covid-19

São Vicente de Paulo doou a sua vida para servir os pobres, seguindo seu exemplo, a Juventude Mariana Vicentina (JMV) no Brasil mantém inúmeros trabalhos de assistência às pessoas e famílias em vulnerabilidade econômica, colocando em prática as ações de compaixão trazidas pela Pastoral Juvenil Samaritana. Conheça alguns dos projetos:

Um dos projetos é desenvolvido pela JMV Sagrado Coração de Jesus (Campina Grande/PB): é a Campanha Quarentena Solidária, que arrecada alimentos, produtos de higiene pessoal e roupas em prol de comunidades carentes da cidade.

Antes mesmo do isolamento social, já era tradição no grupo a distribuição semanal de sopão entre as pessoas em situação de rua, além da divulgação e engajamento em ações realizadas por outras instituições. Porém, com o avanço da COVID-19 a prática do jantar solidário teve que ser repensada. Com isso, percebendo que os trabalhos caritativos não poderiam parar mesmo com a pandemia, o grupo se reorganizou e tomou a iniciativa de planejar e executar a sua própria campanha em benefício dos mais necessitados, visando um maior alcance entre as comunidades de Campina Grande.

Para evitar a aglomeração de pessoas, tendo em vista as recomendações dos órgãos competentes, a maioria dos jovens contribui a distância, cada um nas suas residências e as doações são recolhidas por um responsável que passa na casa de cada doador. A separação das doações é feita por um pequeno grupo de até quatro pessoas, que organiza os produtos recebidos e prepara as quentinhas que serão entregues às pessoas em situação de rua. A distribuição é semanal, feita por poucos membros, que mudam a cada semana em uma espécie de rodízio, possibilitando a participação de todos os jovens do grupo que não se enquadram no grupo de risco da doença. A próxima meta da JMV SCJ é a confecção de 200 cestas básicas para distribuição entre comunidades carentes da região.

JMV em Campina Grande.

Já a JMV da Paróquia Nossa Senhora de Fátima, em Contagem/MG, se uniu à Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP) para que consiga manter o trabalho de ajudar às famílias mais necessitadas do bairro. Devido à pandemia muitas famílias tiveram suas remunerações afetadas por causa do desemprego. Com a crise, a SSVP se deparou com uma grande dificuldade: o número de famílias que pediram ajuda aumentou, já as doações dos benfeitores diminuíram.

Vendo esta necessidade e buscando colaborar, a JMV se uniu para que o trabalho da SSVP de colocar pão na mesa dos mais necessitados seguisse sendo feito, apesar da sobrecarga. Dentro das possibilidades, por causa do isolamento social, os membros do grupo estão arrecadando alimentos, produtos de higiene e de limpeza.

“É preciso unir-se ao próximo para unir-se a Deus.” (São Vicente de Paulo)

O Conselho Provincial da JMV Belo Horizonte/MG propôs aos núcleos locais no mês de junho que cada grupo ficasse responsável por arrecadar algum tipo de doação, sejam elas roupas, alimentos, produtos de higiene pessoal ou kits de higienização. O projeto acontecerá até a semana do dia 18 de julho, data em que a Juventude Mariana Vicentina celebra a sua fundação. Haverá também um tríduo nos dias 16, 17 e 18 de julho, em honra a Nossa Senhora das Graças e à Associação.

A Campanha Cascavel Solidário é uma ação desenvolvida em meio à pandemia do Covid-19 pela Juventude Mariana Vicentina da cidade de Cascavel no Ceará e que tem como objetivo mobilizar o município para arrecadação de alimentos não perecíveis, produtos de limpeza e materiais para a produção de máscaras. O município tem mais de 80 comunidades distribuídas em 6 distritos, com características rurais e famílias com realidade de extrema pobreza. Algumas comunidades não possuem estabilidade de saneamento básico e fornecimento de energia, portanto, o serviço de luz, água e esgoto sempre são precários. As famílias sobrevivem da pesca nas praias e rios, agricultura, pequeno comércio na Feira de São Bento que atualmente está desativada, ou dependem dos benefícios sociais promovidos pelo Governo.

“Campanha Cascavel Solidário”

Evitar aglomerações para não disseminar o vírus é essencial. Pensando nisto, a JMV Pato Branco (Província de Curitiba) lançou o Delivery Solidário possibilitando o recolhimento das doações por domicílio e o cadastramento das famílias que foram assistidas. Com as doações em mãos foi feito o mapeamento distrital e as principais necessidades da comunidade. Após o processo de reconhecimento, as doações foram realizadas e as famílias abastecidas.

Já no município de Cametá, no Estado do Pará, o grupo local da JMV realiza o acompanhamento de famílias da comunidade, e lançou a campanha Unir sem reunir visando a arrecadação de alimentos, produtos de higiene pessoal, roupas em condições de uso e produtos para bebês.

Semanalmente, alguns membros do grupo se mobilizam para arrecadar os produtos nos domicílios e montar as cestas a serem distribuídas. Também foi disponibilizado um ponto presencial de arrecadação, além de uma conta bancária para ajuda financeira, dinheiro que será revertido na compra de mantimentos para as famílias assistidas.

Por JMV Brasil.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email