Padre Léo e o desejo de ver uma “juventude sarada”

Publicado em 9 de março de 2020 Por Seja o primeiro a comentar!

A Igreja no Brasil ganhou no início de março dois novos Servos de Deus: Marcelo Câmara e Padre Léo. A Arquidiocese de Florianópolis acolheu no dia 7 a abertura do processo de beatificação do Padre Léo, fundador da Comunidade Bethânia, em São João Batista/SC. Já no dia 8 de março foi a vez da abertura da fase diocesana do processo de beatificação do jovem florianopolitano Marcelo Câmara.

O ato jurídico e canônico instaurou o tribunal eclesiástico do processo, e em seguida uma Missa em Ação de Graças pela abertura do processo de beatificação do novo Servo de Deus foi presidida por Dom Wilson Tadeu Jönck, arcebispo de Florianópolis.

Restos Mortais de Padre Léo. Foto: Elaine Santos – Canção Nova.

Com suas pregações bem humoradas e irreverentes, Padre Tarcísio Gonçalves Pereira – conhecido como Padre Léo – sempre usou piadas e ‘causos’ cotidianos para evangelizar. Suas pregações alcançavam um grande número de pessoas e ele falava especialmente aos casais e aos jovens.

Lições para a juventude

O sacerdote sempre foi um grande conhecedor do universo e das dificuldades dos jovens, tendo pregado em diversos encontros.

Em uma de suas principais obras, o livro “Jovens Sarados”, ele aborda a condição do jovem nos dias atuais, desde relacionamentos afetivos, familiares e amigos, e até mesmo o envolvimento com as drogas. Padre Léo ressalta no livro que “não basta ter um corpo em forma se o coração não estiver sarado e fortalecido para lidar com os problemas da vida cotidiana, somente fortalecida e sarada a juventude será capaz de fazer a diferença em um mundo que apresenta o conceito de que na vida tudo é fácil”.

Um dos principais conselhos em seu livro é perseverança na oração. “Na vida espiritual ninguém ganha diploma, nós somos eternos aprendizes. No dia em que pensamos que tudo está bem, que já sabemos de tudo, começamos a cair. É preciso deixar o Senhor curar nosso coração a cada dia. E o Senhor faz isso por meio das pessoas”.

Padre Léo faleceu em 4 de janeiro de 2007 vítima de uma infecção generalizada devido a um câncer no sistema linfático. Já debilitado pela doença, sua última pregação trouxe mais um ensinamento: “Buscai as coisas do alto”. Este foi o título de sua última fala pública, que aconteceu no Acampamento Hosana Brasil, da Comunidade Canção Nova, realizado em dezembro de 2006.

Sobre o Padre Léo

O nono filho de Joaquim Mendes Pereira (seu Quinzinho) e Maria Nazaré Guimarães (dona Nazaré), nasceu em 9 de outubro de 1961. Padre Léo pertenceu a uma família simples de Delfim Moreira, sul de Minas Gerais, no vilarejo conhecido por Biguá. Antes de seu discernimento vocacional, ele trabalhou em uma fábrica de armas, tendo atuado também como torneiro mecânico.

Ingressou no Seminário Dehonista em Lavras/MG, no ano de 1982, e foi ordenado sacerdote oito anos mais tarde. Logo no início do exercício de seu chamado vocacional, auxiliou na formação de novos sacerdotes e na área da educação. No ano de 1995, fundou a Comunidade Bethânia. Escreveu mais de 26 livros.

SERVIÇO
Para enviar testemunhos escreva para testemunhos@padreleo.com.br

Com informações da Canção Nova e da Arquidiocese de Florianópolis.

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais