Jovens membros da Pastoral Juvenil Cleliana em missão

Publicado em 19 de julho de 2018 Por Seja o primeiro a comentar!

“Levai a todos um raio da Ternura do Coração de Jesus” MC

Depois de intensa preparação nas Unidades Educacionais do SAGRADO – Rede de Educação, jovens missionários, membros da PJC – Pastoral Juvenil Cleliana, reuniram-se entre os dias 14 a 17 de julho, para a realização da Missão Cleliana. A PJC reúne jovens estudantes em torno do Carisma de Madre Clélia Merloni, Fundadora das Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus. A Missão Cleliana acontece desde 2010 e busca “levar a todos um raio da santa ternura do Coração de Jesus” (Madre Clélia).

Esta edição foi realizada em Joinville, SC, na Paróquia São Miguel Arcanjo. Foram quatro dias dedicados à Evangelização. Em equipes, distribuídas em diferentes comunidades da paróquia, realizaram-se Luau com a juventude da paróquia, terço luminoso com as famílias e tarde recreativa com as crianças, além das visitas e bênçãos das casas. A missão proporciona aos jovens uma experiência de fé, de encontro com Deus, consigo mesmo e de maior integração entre si. Uma das missionárias, Renata Migliori afirma que “Essa missão foi muito incrível. E o mais importante foi conhecer realidades diferentes, ver a fé e a união que as pessoas têm, além de fazer novas amizades”. Os jovens também fazem a experiência de conhecer missionários de diferentes grupos da PJC, presente em 10 cidades diferentes.


Além disso, a experiência de sair em missão é o movimento de saída de si, de doação, de “sair do sofá”, como recomendou o Papa Francisco, para experimentar que fazer o bem faz bem, como concluiu a Beatriz Gawlik: “Falando sobre a missão, dava pra ver a alegria estampada no rosto das pessoas quando chegávamos em suas casas para fazer uma oração, inclusive diziam já estar nos esperando. O sentimento foi de total gratidão, de saber que estava fazendo a coisa certa, de realização”. Agradecemos ao Senhor, pelo apelo da “Igreja em saída” e pela resposta generosa de jovens que querem fazer a diferença.

Por Ir. Valéria Andrade Leal

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais