Fé, alegria e reflexão marcam acolhida dos Símbolos da JMJ em Boa Vista

Publicado em 4 de setembro de 2012 Por 1 Comentário

615129_3451327573458_532504128_o

Na celebração de acolhida, o bispo diocesano D. Roque Paloschi destacou a Cruz como um sinal dAquele que é vencedor da morte. O Padre Gracenir Paiva saudou os roraimenses e entregou oficialmente a Cruz e o Ícone em nome da Igreja do Cruzeiro do Sul (AC).

O Secretário Executivo da CNBB Regional, Pe. Zenildo Lima, apresentando o Itinerário da Cruz, lembrou as contradições presentes no caminho que os símbolos da Jornada percorrerão no Regional Norte 1, desde Boa Vista até Parintins, (AM) quando seguirão para o Estado do Pará.

“Nesse caminho encontraremos os crucificados desta região, especialmente esta gente entre 18 e 25 anos!”, disse. Padre Zenildo convidou os jovens a receber os símbolos não como “amuletos mágicos”, mas como um apelo de solidariedade aos que clamam ao Crucificado: “Lembra-te de mim, quando estiveres no teu Reino”.

O povo seguiu rezando e cantando enquanto uma chuva caía sobre a cidade. Réplicas da Cruz e do Ícone, que percorrerão as comunidades das Paróquias e Áreas Missionárias da Diocese de Roraima foram abençoadas pelo Bispo. Em seguida, uma carreata de cerca de duas horas percorreu as ruas de Boa Vista até a Igreja de São João Batista, onde uma grande vigília se estendee até as 6h do domingo.

A Programação do Domingo seguiu com Missa para os enfermos, via-sacra, Celebração Eucarística Campal e o encerramento com o Show Bote Fé. Os Símbolos já foram enviados para a Diocese de São Miguel da Cachoeira (AM).

Por Padre Zenildo, Do Regional Norte 1 da CNBB

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais