DNJ em Feira de Santana: formação e celebração, por uma juventude livre

01A Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Feira de Santana (BA) promoveu o DNJ Formativo durante o dias 17 e 18 de outubro, enquanto o celebrativo foi realizado na Paróquia São Gonçalo do Amarante. No último fim de semana foi celebrado em todo o Brasil o Dia Nacional da Juventude, com o tema: Feitos para sermos livres, não escravos.

Na sexta, os trabalhos foram iniciados com uma mística que recordou a temática do tráfico humano, uma mazela que traz tanta negação de direito e de vida digna a muitos jovens. No momento foi utilizado um material audiovisual da Campanha Missionária 2014, que também recorda a temática do tráfico humano.
No sábado pela manhã, logo após a oração do Ofício Divino da Juventude, a formação sobre a temática central foi feita pelo Padre Paulino, sj. Com uma maneira participativa e dinâmica essa formação foi realizada, inclusive se utilizando do filme “O Rei Leão”, para trazer aspectos que relembram a Criação em Gênesis, bem como nos recorda o que é a verdadeira liberdade: escolher, e como filhos de Deus, acima de tudo temos que escolher a vida.
Pelo sábado à tarde, a programação seguiu com gincanas e atividades que trouxeram mais uma vez temas como liberdade, união, compromisso entre outros, com a facilitação da Ir. Jovelina Oliveira. Logo depois foi assistido ao filme Anel de Tucum, o assessor Johnny Santos ajudou na partilha, em que foram trazidas falas sobre o compromisso e a missão, em especial junto às pessoas mais empobrecidas, que estão muitas vezes bem próximas de nossa realidade. Por fim, no sábado a noite aconteceu a noite cultural, com muita celebração pela vida de nossos grupos de jovens.

O domingo foi o dia da celebração do DNJ, realizado pela Paróquia São Gonçalo do Amarante. Foram shows como o do ministério Irmãos de Coração, Banda Descensus entre outros que animaram toda as juventudes das paróquias presentes. Pela manhã foi celebrada a Missa com o Arcebispo Metropolitano, Dom Itamar Vian, que relembrou que a juventude tem que ser prioridade em toda ação pastoral da Igreja.
Sem dúvida uma marca desse DNJ foi a Tenda da Pastoral da Juventude, que nos horários “vagos” animou a juventude com muita dança, música, e que realizou a ciranda pela vida, em sintonia com a Campanha Nacional Contra a Violência e o Extermínio de Jovens. Com a animação da “pejoteira” Lizandra Santana, a tenda teve muita animação, e o público jovem pode ver em um painel fotos que recordaram a caminhada da Pastoral da Juventude desde 1992, quando foi implantada na Arquidiocese, bem como foi realizado o primeiro Dia Nacional da Juventude.
Fonte: Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Feira de Santana
01
unnamed
03
unnamed1
02
Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email