CEPJ propõe vivência pastoral que abraca e cuida

Publicado em 5 de maio de 2020 Por Seja o primeiro a comentar!

Nestes tempos de pandemia, onde o amor ao próximo deve ser mais concreto, a Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude (CEPJ), propõe a vivência de uma “Pastoral Juvenil Samaritana”, que abraça e cuida, sobretudo daqueles que se encontram em maior vulnerabilidade.

Segundo Dom Nelson Francelino, presidente da CEPJ, esta campanha se inspira sobretudo no Evangelho de Jesus Cristo, onde se apresenta a parábola do Bom Samaritano: o sacerdote e o levita são indiferentes à dor do homem que fora assaltado e espancado, cabendo ao samaritano, tido como impuro por tantos, prestar auxílio aquele que se encontrava ferido (Cf. Lc. 10, 25-37).

>> Confira o vídeo e saiba mais sobre o significado da “Pastoral Juvenil Samaritana”:

Experiência Samaritana em Valença (RJ)

“Pedimos às nossas queridas senhoras da paróquia, do Apostolado e outras Pastorais, que aproveitassem o isolamento social para trabalhar pelo bem do próximo mesmo de longe. Elas então toparam e estão produzindo máscaras para serem doadas a quem precisa. Mais que depressa, começaram a chegar as máscaras. Primeiro distribuímos na paróquia e hoje os jovens foram as filas de bancos, rodoviária e pelas ruas do centro distribuir as máscaras, para quem estava sem este importante acessório de proteção nesta pandemia”. Dom Nelson Frnacelino, Bispo de Valença (RJ) e presidente da CEPJ.

Você também pode compartilhar com os jovens de todo o Brasil as ações de compaixão que sua Diocese ou Expressão Juvenil tem feito nestes tempos. Envie o testemunho do trabalho realizado com algumas fotos para o e-mail noticias@jovensconectados.org.br . Vamos juntos construir uma Pastoral Juvenil cada vez mais Samaritana!

Por Maurício Lucena, da Redação do Jovens Conectados.

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais