Fé e vivência em Cristo é destaque no terceiro dia do ENJMC

Publicado em 16 de julho de 2015 Por 1 Comentário

11209659_725180847592013_2420943785825948785_n

>> Acompanhe a COBERTURA COMPLETA do #ENJMC aqui.

Fé, fundamento da esperança foi o tema da palestra ministrada pelo fundador da Comunidade Shalom, Moysés Azevedo nesta quinta-feira (16). A palestra faz parte do terceiro dia de atividades do Encontro Nacional de Jovens dos Movimentos e Novas Comunidades  (ENJMC) que ocorre em Belém do Pará.

Usando o Catecismo da Igreja Católica como fundamento, Moysés Azevedo explicou os aspectos doutrinais sobre a Fé. Segundo o ponto 142 do Catecismo, Deus invisível, na riqueza do seu amor, fala aos homens como amigos e convive com eles, para os convidar e admitir à comunhão com Ele. “Essa comunhão de amor com Deus não se retém em si mesmo, ela convida os homens a participar dessa vivência”, afirma Azevedo.

O convite para essa comunhão plena e a vivência com Deus só pode ser aceito através da Fé. Ainda segundo o Catecismo, essa Fé por outro lado, é uma adesão pessoal do homem a Deus. Ao aderir a fé no Criador, Azevedo ressalta que é necessário ter uma vivência plena com a pessoa de Jesus Cristo que é “o autor de nossa fé em sua plenitude, pois foi por meio dele que os nossos pecados foram redimidos”.

Um exemplo dessa vivência em Cristo é o apóstolo Tomé, o único que não estava presente com os outros discípulos quando Jesus apareceu após ressuscitar. Ao saber que os outros apóstolos haviam visto Jesus, Tomé disse que só acreditaria se tocasse em suas chagas. “Do mais incrédulo, Tomé passou a ser o mais íntimo. Pelo dom da fé, podemos tocar e sermos tocados por Jesus e reconhece-lo como Senhor de nossa vida”, afirmou o fundador da Comunidade Shalom.

A Fé assim como um corpo, precisa ser alimentada. Azevedo destacou alguns alimentos que são a Palavra, que é o cume da revelação do Deus que é amor; a oração; os sacramentos, como a reconciliação e Eucaristia; o amor fraterno; a missão, que é ir ao encontro do outro e os pobres, sejam eles os pobres materiais ou de espírito. “A fé comunicada cresce, por isso a evangelização faz com que nossa fé se fortaleça”, finalizou Moysés.

Moysés deu dicas de como cultivar o relacionamento com Deus. Confira:
1.       A Palavra de Deus: Jesus é a palavra encarnada, na sua vida, seus atos, ele é o cume da revelação do rosto de Deus que é amor.
2.       A oração. Diz Santa Teresa de Jesus que a oração é um tratado de amizade com Deus. Nós alimentamos nossa experiência, nos relacionando com Ele, e a oração é o relacionamento com Deus. Sabe porque que você reza? Para Deus fazer a sua vontade? Não, nós rezamos para que Deus nos transforme e nós façamos a vontade Dele. A oração é alimento e purificação para a alma.
3.       Sacramento. Principalmente os sacramentos da Reconciliação e Eucaristia. Em cada Eucaristia, nós vamos à cruz com Jesus e somos ressuscitados com Ele.
4.       Amor Fraterno: pelo amor fraterno, nós vamos encontrando e crescendo na experiência com Cristo. Jesus relaciona o amor cristão à unidade: “dei a glória que tu me deste, a fim de que eles sejam um, assim como nós somos um”, é a oração que Cristo dirige ao Pai, narrada em João 17.

A programação do terceiro dia de atividades do ENJMC, segue com apresentações de vídeos, testemunhos da Missão Jovem na Amazônia, Terço ou Oração das Vésperas e encerra com o Festival Cultural das Expressões. O Encontro segue até a próxima sexta-feira (19) em Belém do Pará.

:: Confira 

Por Igor Pereira – Setor Juventude Belém

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais