“Bíblia sempre na bolsa, junto com os cadernos”, é o segredo de aluna nota máxima na redação do Enem

Publicado em 15 de janeiro de 2015 Por Seja o primeiro a comentar!
unnamed (1)

A sergipana Lorena Barreto durante a JMJ

Apenas 250 alunos entre 6,2 milhões conseguiram nota máxima na redação do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), 2014. Muita leitura, prática e paixão pela escrita ajudaram na hora da prova, mas para a Sergipana Lorena Barreto Araújo, 19 anos, natural do município de Moita Bonita, a confiança nos planos de Deus, fez a grande diferença.

Entre 6,2 milhões de candidatos que fizeram as provas em novembro do ano passado, e raros foram aqueles que conseguiram a nota máxima. O seleto grupo cumpriu com eficiência as cinco competências exigidas na prova e soube dissertar com propriedade sobre o tema proposto na prova, “Publicidade infantil no Brasil”.

Mas para Lorena, a confiança nos planos de Deus para a sua vida, mostrou que é possível se dedicar aos estudos sem deixar de lado a oração, foi o que fez a diferença para alcançar o seu objetivo. “Eu coordenei um grupo de jovens na Paróquia Santa Terezinha por muitos anos, e quando comecei a estudar para o Enem, nunca deixei de lado o meu compromisso com Deus e com os jovens que estavam me esperando. Em alguns momentos tive que me ausentar para fazer simulados, provas; mas sempre rezava, a bíblia sempre na bolsa, junto com os cadernos”, disse a jovem.

Lorena conta ainda que prestou vestibular em 2012, ainda cursando o 3º ano do ensino médio, mas não logrou êxito; mas nunca deixou de acreditar nos planos de Deus para sua vida. “Ainda imatura em viver as perdas, e o caminho de cruz, me decepcionei quando em 2012 não conseguir a vaga em Medicina. Mas tudo no tempo de Deus, ainda que não aconteça, bendito seja Seu nome por tudo! Era a minha oração, e isso me dava a certeza da confiança e do zelo do amor Dele para comigo, me fazendo acreditar cada vez mais, que aquilo que estava nos meus planos também era vontade de Deus”, disse.

Dedicação

O então Papa Emérito Bento XVI disse aos jovens no início do seu pontificado: “Não tenhais medo de Cristo! Ele não tira nada, ele dá tudo.” É essa experiência que um jovem cristão em meio as mais adversas situações de sua vida, inclusive no estudo, sempre priorizar um tempo para Deus, não por obrigação, mas por uma necessidade vital.

E foi essa a experiência de Barreto, que conciliou muito estudo, com a fé. “Todo tempo que dedicamos a Deus não nos faz perder nada, porque estamos plantando sementes para a eternidade. Não precisei parar de estudar, pelo contrário, estudei o triplo, e para relaxar eu encontrava descanso na oração, indo a missa em minha Paróquia ou próximo ao cursinho. Não basta preparar a mente, temos que alimentar o espírito”, defende.

Como fruto dessa dedicação, a pontuação alcançada já lhe conquistou a aprovação para o curso de medicina em quatro universidades do país, sendo duas públicas e duas particulares. A jovem agora espera o resultado da Universidade Federal de Sergipe, no dia 26 de janeiro e se diz confiante. “Vou nas asas do Senhor, o Teu amor é o que me conduz”, parafraseia a música de Celina Borges.

Por Layla Kamila

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais