Tudo que eu senti: Pedro vivencia a misericórdia

Tudo que eu senti: Pedro vivencia a misericórdia

Neste dia, caminharemos com Pedro, no segundo episódio da Série “Tudo que eu senti” (TQS). Aquele a quem Jesus constituiu pedra e que acabou por tropeçar em seus enganos, que jurou dar a vida por Jesus, deixou-se  levar pelo medo, sentiu-se sem forças e no desespero, negou a Cristo, não uma única vez, mas por três vezes seguidas. A fraqueza humana mais uma vez traiu Pedro, assim como trai cada um de nós, em vários momentos de nossa vida.

Pedro nos ensina que não devemos ficar presos em nossas fraquezas e nos erros cometidos. Sobre esta realidade, o Papa Emérito Bento XVI nos lembra que “dos ingênuos entusiasmos da adesão inicial, passando pela experiência dolorosa da negação e pelo choro da conversão, Pedro alcançou a confiança naquele Jesus que se adaptou à sua pobre capacidade de amor. E mostra assim também a nós o caminho, apesar da nossa debilidade. Sabemos que Jesus se adapta a esta nossa debilidade”.

Contemplando a experiência de Pedro, o que nós sentimos aos nos percebermos negando o Senhor? Negando a Cristo em pequenas situações do dia-a-dia? E o que também sentimos nós, aos sermos alcançados pela  misericórdia infinita de Cristo? Que nesta Semana Santa nos reconheçamos pecadores, conscientes de nossos medos e fraquezas, e que assim como Pedro, nos permitamos ser tocados pela compaixão eterna de Deus. É ela que nos fortalece  e nos reanima para seguir.

Por redação Jovens Conectados.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email