Setor Juventude de Belém (PA) lança projeto “Oratório Paroquial”

Publicado em 26 de outubro de 2019 Por Seja o primeiro a comentar!

Em setembro, ocorreu em Belém (PA) o lançamento do projeto “Oratórios Paroquiais”. O evento aconteceu no dia 25 na Fundação Nazaré de Comunicação e contou com a presença dos os organismos vivos da Igreja local, diretores de escolas confessionais, representantes da Secretaria de Juventude do município de Benevides e Wilson Cordeiro, Secretário de Esporte, Juventude e Lazer da Capital do Estado.

Na ocasião, foi apresentado o subsidio “Orientações Pedagógicas e Pastorais para a Promoção dos Oratórios Paroquiais”. O livreto contém a apresentação do projeto, orientações para o processo de implantação, impactos esperados e uma proposta ordinária de programação do oratório, para guiar as lideranças juvenis arquidiocesanas na instalação de oratórios em suas paróquias ou espaços comunitários.

“Nós sonhamos alto, que todos os nossos espaços paroquiais tenham oratórios”, reflete o arcebispo de Belém, Dom Alberto Taveira. Para Dom Antônio de Assis Ribeiro, bispo auxiliar e membro da Comissão Pastoral para a Juventude da CNBB, “A juventude grita através do vazio, ela grita através da violência, grita através da dispersão, ela está gritando através da criminalidade, está gritando através das múltiplas formas de violência”.

A elaboração do projeto e subsídio levou cerca de um ano de preparação, e segundo a coordenação trata-se de um resgate histórico de quatro séculos de bons resultados ainda hoje mundo a fora, para saudar uma dívida com os jovens, em relação a dimensão lúdica nas comunidades paróquias.

“A iniciativa nasceu do clamor juvenil e configura com uma das mais belas iniciativas e propostas educativo-pastorais do projeto do Setor Juventude da Arquidiocese de Belém, frente à delicada realidade juvenil metropolitana marcada pela criminalidade, drogadição, suicídio, desemprego, prostituição, falta de espaços de convivência e lazer “, destaca Henrique Carreira, coordenador do Setor Juventude.

Histórico dos Oratórios e implantação em Belém

Os “Oratórios” nasceram no contexto juvenil desafiador da Itália do século XVI, pelas mãos de São Felipe Neri como uma extensão da liturgia para promover a dimensão lúdica aos jovens. Século depois, reformado em “Oratórios Festivos” por São João Bosco, passou a contar com colaboradores/parceiros juvenis na missão de atração, proximidade e contato com crianças, adolescentes e jovens através do lazer. Para Dom Irineu Roman – bispo auxiliar de Belém, é uma iniciativa urgente para se trabalhar com os jovens e de envolvimento de todos os bispos, clérigos e lideranças da Igreja de Belém.

Segundo Dom Antônio de Assis Ribeiro, a evangelização e a criação dos oratórios correspondem a missão da igreja de evangelizar. “Nós não evangelizamos o espírito, evangelizamos a pessoa na totalidade, na sua pluridimensionalidade, na sua grandeza de dimensões, e nós queremos evangelizar os jovens. Nós queremos uma evangelização aberta, uma evangelização dinâmica, uma evangelização que dê reposta para o vazio existencial”, reflete Dom Antônio.

Na realidade arquidiocesana de Belém já existem iniciativas em espaços paroquiais, o objetivo é a criação e ampliação, como destaca Dom Alberto Taveira Corrêa: “Nós precisamos enfatizar, concretizar esse roteiro com as orientações paroquiais. Instrumento precioso, para tantos que se tornarão agentes propagadores e para que todos se contagiem. Nós sonhamos alto, que todos os nossos espaços paroquiais tenham oratórios”.

O subsídio define o Oratório como uma experiência de convivência, de expressão cultural, entretenimento esportivo, música, teatro, artes, alegria, manifestação de talentos, reflexão e oração, que visa promover a dignidade humana dos jovens e suas famílias; para o Setor Juventude da Arquidiocese de Belém a meta é que até 2020 possa existir a cada quatro paróquias uma tenha implantado e funcionando semanalmente um oratório.

por Henrique Carreira – Coordenador Geral do Setor Juventude Belém

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais