Os 3 tipos de cristãos. Qual deles você é?

Publicado em 3 de julho de 2018 Por Seja o primeiro a comentar!

Com certeza, nos identificaremos com algum tipo de cristão ou identificaremos algum.

Cristão de Nome

Sou cristão, mas não gosto muito de dizer, afinal, religião é tão pessoal, você não concorda? E é também por esse motivo que não ando nem com a Bíblia, com a cruz ou com o terço. Sempre vou à missa quando alguém casa ou quando alguém morre, acho isso muito importante. Mas no domingo é queimação sair do churrasco e dizer que vou à Igreja. Não conheço muito esse “novo” Papa, mas acho que ele é meio antipático, li na revista que ele não é muito bom. Já me confessei na primeira eucaristia, mas nunca mais fiz isso de novo, afinal, esse negócio de pecado é tão relativo. Já fui ao grupo de oração do meu amigo, mas desisti. Mas preciso dizer que apesar de tudo isso tenho fé e que rezo sempre antes de dormir. Deus é tudo na minha vida! Só não tenho muito tempo pra essas coisas. Ainda bem que Ele me protege do mal mesmo assim, comprei até uma medalhinha benta e não tiro do pescoço. Minha família também é muito de Deus, na minha sala tem uma Bíblia daquelas enormes… só tá meio empoeirada, é verdade… Mas sempre rezamos antes da ceia de Natal, que por sinal tem uns 10 anos que não participo, sabe como é, feriadão… tenho que aproveitar minha juventude! É verdade que tem umas coisas meio exageradas, tipo o aborto, porque em alguns casos tem mesmo é que legalizar. E esse negócio de castidade é mais ultrapassado do que minha tia-avó que virou freira. Mas mesmo com esses detalhes, vou morrer sendo cristão, pois sem Deus, a gente não faz nada na vida.”

Cristão Fujão

Sou cristão de carteirinha. Todo mundo sabe disso e se não souber faço questão de dizer, se for preciso até grito. Vou à missa todos os dias e me confesso três vezes ao mês. Não suporto quando alguém blasfema perto de mim e fico irritado quando alguém me chama de beato. Já renunciei as festas do mundo e todas essas futilidades que passam. Só quero Deus. Não posso dar espaço à tentação, por isso, me visto de qualquer jeito e nem levanto a cabeça quando ando na rua. Não falo com quem não conhece a Cristo e não me sinto bem fora da Igreja. Sei a Bíblia decorada já pra evitar confusão. Toda conversa minha tem que falar de Deus, pois o mundo tá perto do fim e é preciso insistir até as pessoas acreditarem. Deus me livre numa hora dessas de deixar de viver a castidade, por isso, quase não me relaciono, é mais seguro assim. Só ouço música cristã e livros só entram na minha casa se forem de Deus também. Na televisão e na internet só tem coisa que não presta, por isso, quebrei a TV e vendi o computador. Só tô lendo o jornal porque enfim estou sem emprego agora e preciso procurar. Já tentei trabalhar em vários lugares, mas em todos sou perseguido por causa da minha crença. Não entendo porque me chamam de fanático e dizem que da minha religião não querem participar. Mas isso faz parte da perseguição que Cristo falou no Evangelho. Mas não vou mudar, vou ser cristão até o fim.”

Só Cristão

Conheci o amor de Deus e a minha vida mudou. Sou cristão e amigo de Jesus. Luto pra ser fiel à missa e à confissão. Tento falar de Deus através da minha vida, abrindo espaço através dela para poder evangelizar. Tô no mundo intensamente, mesmo sabendo que não pertenço a ele e que minha vida não acaba aqui. Vou à festa quando dá, tenho WhatsApp, blog e twitter. Assisto TV e seleciono pra ver aquilo que não vai me ferir, afinal, sou obra prima de Deus e meu corpo é templo do Espírito Santo. Tenho muitos amigos e amo viver. Não deixo de viver para fugir da tentação, rezo pra poder vencê-la e quando vejo que eu caio, tenho pra onde voltar. Minha religião não é um peso e ser radical não é ser fanático, é ser como Jesus, não é a Ele quem o cristão deve seguir? Estou sempre me atualizando sobre o que acontece no mundo e acho que assim posso servir melhor a Deus. Rejeito o pecado, mas sei que devo amar o pecador. Procuro não julgar quem tá no erro para não perder tempo e tentar ajudá-lo mais. Aprofundei-me no conhecimento da minha doutrina, por isso respeito e amo a minha Igreja. Não me abalo com notícias escandalosas e como o Papa, reconheço quando os erros são cometidos. Tudo na sua devida proporção. Sou absolutamente contra o aborto e peço a Deus para que Ele me ajude a guardar minha virgindade até casar. Vou ao grupo de oração e acredito nos dons do Espírito. Sei que Jesus quer me fazer hoje, na minha juventude, um santo de calça jeans. Sou feliz e sou cristão.”

10330376_10201060687239371_5507056296302863387_n

 

Por Denise Landim
Cearense, consagrada na Comunidade Católica Shalom. A autora possui um blog onde publica seus textos: http://deniselandimsh.blogspot.com.br

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais