O que me renova? A amizade com Jesus

Publicado em 29 de março de 2020 Por Seja o primeiro a comentar!

A amizade é um dom e o Senhor nos escolheu como amigos. Mas a questão é saber se nós também o escolhemos. É preciso que exista reciprocidade das duas partes. Ele é o nosso amigo porque nos ama sem limites, um amor de atitudes e gestos.

Quantas vezes deixamos de cultivar o nosso relacionamento com Jesus e colocamos outras coisas e pessoas acima disso? Ele nos convida a sermos seus amigos, mas precisamos corresponder. Não é algo raso, passageiro, mas firme e estável! Em João 15,15 vai dizer “Já não vos chamo de servos, vos chamo de amigos”. Mas será que temos verdadeiramente essa consciência? Ou optamos em ser apenas servos e não nos relacionamos com aquele que tanto nos quer bem.

Papa Francisco ressalta na Exortação Apostólica “Christus Vivit” (155): “Com o amigo falamos, compartilhamos as coisas mais secretas. Com Jesus também conversamos. A oração é um desafio e uma aventura. E que aventura! Permite que o conheçamos cada vez melhor, entremos em seu mistério e cresçamos em uma união sempre mais forte. A oração nos permite lhe contar tudo o que acontece conosco e nos jogar confiantes em seus braços e, ao mesmo tempo, nos brinda com momentos de preciosa intimidade e afeição, nos quais Jesus derrama em nós sua própria vida. Rezando, “abrimos o jogo” com Ele, lhe damos espaço “para que Ele possa agir, possa entrar e possa vencer”.

Imaginando que você e Jesus são amigos, uma amizade sempre produz um bom fruto. Quais são os frutos da sua amizade com o Senhor Jesus? Que possamos estar abertos a essa amizade e saber cultivá-la.

Evelyn Graziele, da Redação do Jovens Conectados

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais