Noite Universitária reúne jovens para encontro com os símbolos da JMJ em Campos

 

Símbolos da JMJ no Centro Educacional Nossa Senhora Auxiliadora. Foto por Gilberto Gomes

Proporcionar um espaço de diálogo sobre a fé e a razão. Com esse objetivo, a Diocese de Campos promoveu uma noite dos universitários com os símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). O encontro ocorreu na quarta-feira, dia 15, no Centro Educacional Nossa Senhora Auxiliadora (CENSA) e reuniu jovens de sete instituições de ensino superior da região.

Os alunos prepararam diversas apresentações artísticas para homenagear a passagem dos símbolos. A noite universitária contou com a presença do bispo diocesano, Dom Roberto Francisco, que fez um convite aos jovens para corresponderem o chamado de Deus e serem sinais de Cristo na sociedade, nos ambientes acadêmicos, abertos ao encontro com “a Verdade que é Cristo”.

Para o padre Fabiano Goulart, responsável pela Jornada Mundial da Juventude na Diocese de Campos, foi um momento marcante para a Diocese. “Foi um dos momentos mais lindos da passagem dos símbolos por Campos. O encontro representou essa possibilidade do diálogo entre a fé e a razão, sobretudo no meio acadêmico e cientifico. Percebemos quanto os universitários têm sede de Deus, o quanto eles procuram a Verdade que é o próprio Cristo”, disse.

“Foi uma experiência única. A visita da Cruz e do ícone pegou a gente de uma forma muito especial, estou muito feliz em ter participado do encontro”, afirmou Virgínia Caeli, estudante de Psicologia. Para a professora universitária Teresa Cristina Rodrigues, a visita dos símbolos representa um momento de renovação da fé. “É uma demonstração muito bonita de fé e união entre os jovens universitários, de integração entre as universidades que estão aqui, todas motivadas pelo mesmo ideal”, disse.

O padre Murialdo Gasparet, coordenador a Pastoral Universitária da Diocese de Campos, reforça o sentimento de unidade entre os jovens das instituições de ensino superior que a Noite Universitária gerou na Diocese “Através dos símbolos da JMJ, conseguimos reunir várias instituições, jovens que se encontraram pra festejar a paz e o amor que a Cruz Peregrina e o ícone de Nossa Senhora trazem para todos os jovens, de modo especial para aqueles que vivem no mundo da ciência, do saber, do desenvolvimento da tecnologia. É dar razões à fé através do saber”, afirmou.

Após o encontro, os símbolos permaneceram n a escola, onde os jovens passaram a noite em vigília de louvor e adoração. Na manhã desta quinta-feira, 16, uma missa celebrada por Dom Roberto Francisco, encerrou a vigília e a passagem dos símbolos pela cidade de Campos. A Cruz e o Ícone foram, em seguida, levados para a cidade de São Fidélis, pertencente à Diocese de Campos.

Redes Sociais

Confira fotos, testemunhos e mais informações sobre a passagem dos Símbolos da JMJ pelas Dioceses do Estado do Rio de Janeiro na nossa página www.facebook.com/jmjeuvou.

Colaboração: Érica Viana (Diocese de Campos)

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email