Lisboa 2022: Comitê Organizador da JMJ reuniu-se com representantes das dioceses de Portugal

Publicado em 30 de julho de 2019 Por Seja o primeiro a comentar!

Primeiro encontro da comissão interdiocesana para preparar o encontro mundial de jovens

O Comitê Organizador Local (COL) da Jornada Mundial da Juventude que vai decorrer em Lisboa, em 2022, realizou o primeiro encontro com o Comitê Organizador Diocesano (COD) de todas as dioceses de Portugal, nessa segunda-feira (29).

Delegação portuguesa durante a JMJ Panamá 2019.

Os bispos católicos nomearam, nas últimas semanas, responsáveis pelo Comitê Organizador Diocesano (COD) da JMJ, que constituem a Comissão Interdiocesana da jornada e são “representantes de todo o país na organização da Jornada Mundial da Juventude de 2022”. O Comité Organizador Local da JMJ 2022 é presidido pelo cardeal-patriarca de Lisboa, D. Manuel Clemente, e liderado por dois coordenadores-gerais: D. Joaquim Mendes, para a parte pastoral, e D. Américo Aguiar, para a logística.

Na primeira reunião do COL com os COD, foram tratados temas relacionados com a “abertura dos concursos do LOGO e do HINO da JMJ LISBOA 2022”. A  próxima reunião da Comissão Inter-diocesana da JMJ Lisboa 2022 está agendada para antes do fim do ano.

Temas das próximas JMJ’s

No final de junho, o Papa Francisco anunciou os temas escolhidos para o itinerário de três anos das Jornadas Mundiais da Juventude (JMJ), que culmina com a celebração internacional do evento, a decorrer em Lisboa no verão de 2022.

“A próxima edição internacional da JMJ será em Lisboa, em 2022. Para esta etapa de peregrinação intercontinental dos jovens escolhi como tema ‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’ (Lc 1, 39)”, disse o Papa, no Vaticano.

Francisco falava aos jovens participantes no XI Fórum Internacional da Juventude dedicado ao Sínodo e à Exortação Apostólica ‘Cristo Vive’, uma iniciativa promovida pela Santa Sé. No seu discurso, o Papa manifestou a intenção de que estes temas promovam uma “harmonia” entre o itinerário para a JMJ 2022 e o caminho da Igreja Católica após o Sínodo dedicado às novas gerações (outubro de 2018).

“Desejo que haja uma grande sintonia entre o itinerário para a JMJ de Lisboa e o caminho pós-sinodal. Não ignorem a voz de Deus, que impele a levantar e seguir os caminhos que Ele preparou para vocês. Como Maria, e junto com ela, sejam portadores da sua alegria e do seu amor, todos os dias”, referiu o Papa.

As JMJ nasceram por iniciativa do Papa João Paulo II, após o sucesso do encontro promovido em 1985, em Roma, no Ano Internacional da Juventude. Cada JMJ realiza-se, anualmente, a nível local (diocesano) no Domingo de Ramos, alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos, numa grande cidade. As edições internacionais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

da redação com informações da Agência Eclesia.

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais