JMJ 2013: Logotipo da Jornada Mundial da Juventude será divulgado no dia 16 de outubro

Publicado em 14 de outubro de 2020 Por Seja o primeiro a comentar!

Os organizadores do evento divulgaram a notícia através do Facebook. “Marque a data na agenda! É um passo muito importante no caminho para a próxima JMJ”, lê-se num post.

A organização da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) 2023, em Lisboa, vai dar a conhecer nesta sexta-feira, num evento online, a “marca” do próximo encontro internacional de jovens católicos.

Créditos: JMJ Panamá 2019

“O novo logotipo da Jornada Mundial da Juventude foi inspirado pelo tema escolhido pelo Papa Francisco para a edição da JMJ que terá lugar em Lisboa (‘Maria levantou-se e partiu apressadamente’ – Lc 1, 39) e pelos traços da cultura e religiosidade portuguesas”, informou o Comité Organizador Local (COL) em nota.

A proposta vencedora foi escolhida num concurso internacional promovido pelo Comité Organizador Local (COL), que contou com a participação de “centenas de candidatos provenientes de 30 países dos cinco continentes”.

A triagem inicial dos trabalhos foi feita por uma equipe de acadêmicos da Universidade Católica Portuguesa que selecionou 21 propostas; estas foram depois avaliadas por profissionais da área do marketing e da comunicação, provenientes de agências de comunicação presentes em Portugal, que elegeram três finalistas.

A decisão final coube ao Vaticano, através do Dicastério para os Leigos, Família e Vida.

O lançamento da imagem do encontro internacional de Lisboa acontece num evento digital, transmitido através das páginas da JMJ no Facebook (disponível em 22 idiomas) e Youtube, às 11h de Lisboa e 07h no horário de Brasília.

No dia 16 de outubro será também lançado o site da JMJ 2023, disponível em lisboa2023.org .

A data escolhida liga-se ao dia da eleição papal de São João Paulo II, em 1978. O Papa polaco foi o fundador da JMJ, em 1985, iniciativa que “que tem marcado gerações em todo o mundo”.

O COL da JMJ Lisboa 2023 refere, no comunicado, que a prioridade do momento atual são “as necessidades daqueles que têm sido afetados pela pandemia, sem perder de vista a organização do evento”.

“As equipas de trabalho, em diálogo contínuo com a Santa Sé, prosseguem os preparativos deste encontro de jovens que, há mais de três décadas, é para todo o mundo sinal de esperança, união e solidariedade”, acrescenta a nota do COL.

Após o lançamento do logotipo, o COL, juntamente com as dioceses portuguesas, está a preparar um conjunto de ações de divulgação, já em 2020, de âmbito local.

A escolha de Lisboa como primeira cidade portuguesa a acolher uma edição internacional da JMJ aconteceu a 27 de janeiro, no Panamá.

Esta jornada da Igreja Católica dedicada às novas gerações realiza-se, anualmente, a nível local (diocesano) no Domingo de Ramos (ou em data a definida por cada diocese), alternando com um encontro internacional a cada dois ou três anos, numa grande cidade; devido à pandemia, a edição de Lisboa foi adiada de 2022 para o verão de 2023.

As edições internacionais destas jornadas promovidas pela Igreja Católica são um acontecimento religioso e cultural que reúne centenas de milhares de jovens de todo o mundo, durante cerca de uma semana.

A primeira edição aconteceu em 1986, em Roma, e desde então a JMJ já passou pelas seguintes cidades: Buenos Aires (1987), Santiago de Compostela (1989), Czestochowa (1991), Denver (1993), Manila (1995), Paris (1997), Roma (2000), Toronto (2002), Colónia (2005), Sidney (2008), Madrid (2011), Rio de Janeiro (2013), Cracóvia (2016) e Panamá (2019).

Informações: Agência ECCLESIA

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais