DNJ: Celebrando as juventudes pelo Brasil

DNJ: Celebrando as juventudes pelo Brasil

“Que sejam um!” (Jo 17,21): foi este o convite feito a todos os jovens do Brasil ao celebrar o DNJ 2021, para que sejamos um em Cristo e para que todos os jovens tenham vida. O Dia Nacional da Juventude (DNJ) é uma grande festa que reúne as várias expressões juvenis – cada diocese programa as suas atividades a partir do subsídio oferecido pela CEPJ.

Envie também como foi o DNJ em sua diocese para noticias@jovensconectados.org.br

Confira algumas celebrações pelo país:

> Diocese do Divino Espírito Santo – Bauru/SP

No dia 24 de outubro, a Diocese do Divino Espírito Santo em Bauru/SP, realizou o DNJ na Catedral. Foi uma grande festa com apresentações de ideias motivacionais para a aplicação em grupos de jovens, tivemos também momentos de louvor, pregações abordando o tema do DNJ, adoração ao Santíssimo Sacramento, reza do santo terço da batalha e por fim, a Santa Missa presidida por Dom Rubens Sevilha. O DNJ foi realizado pelo Setor Juventude em parceria com todas as expressões juvenis da nossa diocese. Estiveram presentes aproximadamente 350 jovens.

Por: Pe. Murilo Keler Bernardes – Assessor Eclesiástico do Setor Juventude.

> Arquidiocese de Fortaleza e dioceses do Ceará

No Estado do Ceará o DNJ foi celebrado nas seguintes dioceses: Diocese de Crato, Diocese de Crateús, Arquidiocese de Fortaleza, Diocese de Itapipoca, Diocese de Sobral, Diocese de Limoeiro do Norte, Diocese de Quixada e Diocese de Tiaguá, reunindo centenas de jovens das diversas expressões juvenis presentes em nosso Regional NE1. Após um longo período de isolamento a juventude pode voltar a se reunir e celebrar com muita alegria e entusiasmo este dia dedicado à juventude.

DNJ 2021 na Diocese de Sobral NE1.

Na Arquidiocese de Fortaleza foram inscritos aproximadamente 800 jovens, que puderam participar de uma programação variada incluindo bate papo, louvor, apresentações culturais, momento de oração e a Santa Missa presidida pelo Arcebispo Metropolitano Dom José Antônio Aparecido Tosi Marques.

Por: José Aristeu Silva Crisostomo Neto – Setor de Comunicação CEPJ CNBB NE1.

> Diocese de Marília/SP

Aconteceu no dia 7 de novembro na Paróquia São José na cidade de Osvaldo Cruz/SP (Diocese de Marília) a edição do DNJ 2021. O encontro contou com a presença de quase 500 jovens, representando as 65 paróquias da diocese. No desenvolvimento do DNJ deste ano, embora com suas restrições por conta da pandemia, tivemos teatro; pregação do tema pelo missionário Ed Bueno do Jovens Sarados; momento de partilha em grupo sobre a cartilha de evangelização elaborada pelo Setor Juventude da Diocese e os desafios pós pandemia, um sarau musical com Pe. Francisco Andrade e a Santa Missa.

A organização acredita que foi de fato um tempo de graça, viver a proposta da unidade, um momento oportuno para rever a motivações da evangelização para a juventude que aos poucos retoma os trabalhos pastorais, e ainda, saberem que diante dos desafios não estão sozinhos. Já estamos nos preparando para o DNJ do próximo ano, por ocasião dos 70 anos da Diocese, que acontecerá na cidade de Marília no dia 23 de Outubro de 2022.

Por: Pe. Edson Barbosa – Assessor Regional Setor Juventude – Diocese de Marília.

> Diocese Itabira-Cel. Fabriciano/MG

O DNJ 2021 foi realizado na Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida em Itabira, no dia 16 de outubro, reunindo representantes das três Regiões Pastorais. O evento contou com momentos especiais através de mesa redonda, rodas de conversa, encaminhamentos e ao final com a Missa de Envio presidida pelo bispo diocesano Dom Marco Aurélio Gubiotti e concelebrada por alguns sacerdotes do clero diocesano.

No início de sua homilia, Dom Marco Aurélio, ao mencionar os textos da liturgia do dia, afirmou que eles eram oportunos, pois são um convite à uma vivência coerente e o testemunho da nossa fé, e ao evocar o que Jesus disse no Evangelho, notou que aquele que não reconhece, que não testemunha não tem parte com Ele:

Se de fato eu sou de Jesus e sou membro dessa Igreja que quer caminhar junto, eu tenho que participar da missão fundamental do ser igreja que é anunciar a alegria do Evangelho, testemunhar o amor de Deus por nós, e não tem outro jeito da gente viver bem a nossa fé. A juventude não é objeto da ação evangelizadora da Igreja, a juventude é o sujeito. O melhor missionário, o melhor evangelizador dos jovens são os próprios jovens. É preciso que você assuma seu papel de protagonista da evangelização da juventude na sua realidade, na sua paróquia.

Por: Ir. Sílvia A. Batista, fscj – Secretariado Diocesano; Fotos: Ana Maria Sena.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email