Dia Mundial da Oração: 6 conselhos do Papa Francisco

Publicado em 6 de março de 2020 Por Seja o primeiro a comentar!

Para celebrar o Dia Mundial da Oração trazemos alguns conselhos do Santo Padre sobre a oração – ele nos lembra que devemos sempre insistir, pois Deus sempre nos responderá!

1) “Rezar é deixar-se olhar dentro por Deus – é Deus quem me olha, quando rezo-, sem simulações, sem desculpas, nem justificações”.

 

2) “A oração não é uma varinha mágica! Ela ajuda a conservar a fé em Deus, a confiar em Deus até quando não compreendemos a sua vontade”.

Papa Francisco. Créditos: © L’Osservatore Romano

3) A Quaresma é o tempo propício para abrir espaço à Palavra de Deus.

“O deserto é o lugar em que se toma distância do barulho que nos circunda. É ausência de palavras para dar espaço a outra Palavra, a Palavra de Deus, que acaricia o nosso coração como a brisa suave. O deserto é o lugar da Palavra, com letra maiúscula – no deserto, encontra-se a intimidade com Deus. (…) É o tempo para desligar a televisão e abrir a Bíblia. É o tempo para se desligar do telefone celular e se conectar com o Evangelho” (Mensagem para a Quaresma 2020).

4) “A oração cristã não é um modo para estar um pouco mais em paz consigo mesmo ou encontrar alguma harmonia interior, rezamos para confiar tudo a Deus, para lhe entregar o mundo”.

5) O Senhor está próximo de nós e tem compaixão

“Com a sua oração simples e milagrosa, o leproso conseguiu obter a cura graças à compaixão de Jesus, que nos ama mesmo no pecado. Ele não sente vergonha de nós. ‘Oh, padre, eu sou pecador, como vou dizer isso…’ Melhor ainda! Porque Ele veio justamente por nós pecadores e quanto mais pecador você é, mais próximo o Senhor estará de você, porque Ele veio por você, o maior pecador, por mim, o maior pecador, por todos nós. Tenhamos o hábito de repetir esta oração, sempre: “Senhor, se queres, tens o poder. Se queres, tens o poder” “(Homilia na Casa Santa Marta, 16/01/2020).

6) “Quantas vezes pedimos e não conseguimos? Todos nós tivemos essa experiência. Quantas vezes batemos e encontramos a porta fechada? Jesus nos recomenda nesses momentos para insistir e não nos dar por vencidos. A oração transforma sempre a realidade – sempre! Se não mudam as coisas ao nosso redor, pelo menos nós mudamos. Transforma nosso coração. Rezar é desde agora a vitória sobre a solidão e o desespero. É como ver cada fragmento da criação que fervilha no torpor de uma história que às vezes não entendemos o por quê. Mas está em movimento, no caminho, e no final de cada estrada há um Pai que espera por tudo e todos com os braços bem abertos. A oração transforma a realidade, não nos esqueçamos!” Audiência Geral, Sala Paulo VI (09/01/2019).

Da redação, com informações de Vatican News.

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais