A revitalização da Pastoral Juvenil após a JMJ


Com a expectativa da realização da Jornada Mundial da Juventude, entre os dias 23 e 28 de julho próximo, cresce também o desejo de saber quais serão os seus frutos para a evangelização da juventude brasileira. Esta também é uma preocupação da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, como explica o padre Antonio Ramos Prado, assessor da Comissão. “Desde outubro de 2012 iniciamos o processo da pós-JMJ, que chamamos de ‘revitalização da Pastoral Juvenil no Brasil’”.

De acordo com o assessor, este processo ocorre em sete etapas. Na primeira, foram enviadas paras as dioceses, congregações, institutos, movimentos e novas comunidades questões sobre as 8 linhas de ação do Documento 85 da CNBB (Evangelização da Juventude). “Na ocasião, perguntamos sobre os avanços, desafios, os princípios orientativos e as linhas de ação desta pastoral”.

Em seguida, foram criadas equipes para preparar a metodologia e a sistematização do material, além da infra-estrutura e captação de recursos. Os textos para aprofundamento foram disponibilizados pela internet, e provocou debates o assunto em todo o país.

Também a Comissão para a Juventude da CNBB enviou cartas para todos os que atuam na evangelização dos jovens, e marcou-se um Encontro Nacional de Revitalização, que será realizado entre os dias 11 e 15 de dezembro de 2013. “Em 2014 e 2015, faremos a efetivação nas dioceses dos encaminhamentos aprovados neste encontro nacional”, conclui padre Antonio.

Por CNBB

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email