“3 dias que se tornaram 50 anos”: EJC celebra jubileu com lançamento do documento Diretrizes Gerais

“3 dias que se tornaram 50 anos”: EJC celebra jubileu com lançamento do documento Diretrizes Gerais

São 50 anos transformando vidas através de um encontro profundo com Cristo. Presente de norte a sul do país, o Encontro de Jovens com Cristo, EJC, celebrou seu jubileu de ouro com uma missa realizada na Paróquia Sagrado Coração de Jesus, em Brasília/DF, na noite do dia 25 de setembro de 2021.

Serviço às paróquias, o EJC nasceu a partir da experiência do Encontro de Casais com Cristo, ECC, também inspirado pelo desejo do Pe. Alfonso Pastore, que buscava responder uma necessidade da Pastoral Familiar de levar todos a um encontro profundo com Cristo e integrar os participantes na comunidade eclesial. Presente hoje em todo o país, com iniciativas também em outras nações e também denominações religiosas cristãs, o EJC celebra sua história projetando seus novos passos para continuar transformando vidas, marcando-as com o perfume de Cristo.

Presidida pelo bispo de Valença (RJ) e presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB (CEPJ), Dom Nelson Francelino Ferreira, a celebração contou com a presença dos assessores da comissão, Pe. Antônio Ramos, sdb (Pe. Toninho), e Ir. Valéria Andrade Leal,  Dom Adair José Guimarães, bispo de Formosa (GO),  referencial nacional do ECC, e padres que atuam no EJC em diversas dioceses do país.

“Unimo-nos em ação de graças com todo o Brasil para celebrar os 50 anos emprestando nossas vozes aqui da capital do país para todos que estão conosco porque fazemos memória, olhamos para trás, vimos quantas lutas, dificuldades e empecilhos foram aparecendo ao longo desses 50 anos. E percebemos também que nunca estivemos sós, abandonados um só instante. Deus se fez presente, motivando os tios, coordenadores, os animadores, padres e diretores espirituais em todo esse processo. E aquela iniciativa naquela cidadezinha do interior de São Paulo foi tomando o Brasil. Hoje, com 50 anos, podemos louvar e bendizer a generosidade do amor de Deus. O EJC já salvou vidas, já redimensionou o horizonte e fez valer a ação divina no meio da nossa juventude”, disse Dom Nelson.

A ideia inicial era um grande encontro que reuniria mais de seis mil jovens em Brasília, o que foi impossibilitado pela pandemia. Contudo, o EJC em todo o país celebrou junto o jubileu. Como é o caso do regional NE1, que preparou uma live de esquenta para a celebração e a retransmitiu a missa. Assim como tantos jovens que se uniram para acompanhar a missa em diversas paróquias do país.

DIRETRIZES GERAIS DO EJC BRASIL

Um dos momentos mais aguardados da comemoração dos 50 anos é a publicação do documento Diretrizes Gerais do EJC Brasil. Ele traz uma maior organização, a história do serviço de evangelização e orientações importantes para a unidade. Dom Nelson assinou durante a missa o documento. “Eu vou colocar minha assinatura, mas, na verdade, esse documento traz a impressão digital de todo o EJC Brasil. E peço a todos que consagremos todo o trabalho do EJC à Nossa Senhora.”, disse o bispo.

Grande emoção foi quando, o “Tio Gigante”, figura importante e fundante do EJC em Brasília, tendo sido motorista do Pe. Alfonso Pastore, levou o documento até o altar.

A Comissão Episcopal para a Juventude articulará agora com o casal de tios e o padre diretor espiritual nacional como este documento chegará em todo o Brasil e contribuirá com as dioceses.

“Desde de 2015, quando a Comissão Nacional do Encontro de Casais com Cristo passou o EJC para a CEPJ, iniciamos o processo de mapeamento dos grupos, formação das lideranças sobre pastoral juvenil e instituir as articulações regionais e diocesanos. Em seguida, iniciamos as reuniões de preparação das Diretrizes Gerais do ENJ nacional e preparação da festa dos 50 ano”, recorda Pe. Toninho.

UM NOVO LOGO PARA UNIDADE E COMUNHÃO

Um presente da Comissão Episcopal aos 50 anos do EJC é uma nova identidade visual. Ela será um passo importante para construir um sentimento de ainda maior unidade em todo o país, como sinal de comunhão. Pe. Cleber Faria, membro do Jovens Conectados, foi o responsável por todo o desenvolvimento da identidade, que traz significados ricos da história do EJC e símbolos da Igreja.

Todas as informações e aplicações da nova identidade será disponibilizada para todo o país. “Isso não significa que não pode mais usar uma identidade antiga, que já usam há anos, mas que utilizem também a nova, que mostra a unidade”, explicou Pe. Toninho.

Fotos: Will Cafu (EJC Brasília)

 

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email