Próximo passo Sinodal: Partilha de Experiências no Acompanhamento Vocacional

Publicado em 29 de junho de 2017 Por Seja o primeiro a comentar!

A Pastoral Juvenil do Brasil está em ritmo “Sinodal”! A 15ª assembleia geral ordinária do Sínodo dos Bispos, que acontecerá em 2018, tratará do tema “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional”. Seguindo o desejo do Papa Francisco, de ouvir os jovens do mundo inteiro, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil está recebendo das juventudes de todo o País, as respostas do questionário proposto no documento preparatório para o sínodo.

>> Confira aqui como responder ao questionário do Sínodo.

Mas, além destas respostas, a CNBB convida os jovens de todo o Brasil a partilharem suas experiências e práticas de acompanhamento e discernimento vocacional.

Compartilhar as práticas é o último item do questionário do documento preparatório, que propõe a exposição das experiências no acompanhamento dos jovens, no seu caminho de maturidade e de fé. Nos relatos destas práticas deverão estar claramente apresentados os protagonistas, os objetivos e as metas alcançadas.

Testemunhos em Vídeo

A proposta da CNBB é que cada Diocese, Paróquia ou expressão juvenil  partilhe suas experiências através de um vídeo que siga os seguintes passos: Descrição (apresentação da experiência, mostrando os protagonistas e o desenvolvimento da prática), Análise (uma breve contextualização da experiência, abordando os objetivos, as intuições mais interessantes, a evolução da prática, etc.) e Avaliação (a demonstração do que já foi alcançado e o que ainda está para ser, os pontos fracos e fortes, o que a experiência trouxe de consequência para o plano social, cultural e eclesial, como e porque esta prática é significativa e formativa).

Os vídeos deverão ser enviados para o e-mail noticias@jovensconectados.org.br. As experiências enviadas serão apresentadas no site dos Jovens Conectados, servindo de testemunho para a Igreja e para milhares de jovens.

A Igreja é chamada a aprender com os jovens

O Documento preparatório para o Sínodo afirma que os jovens são sujeitos e não objetos para a Pastoral  e diz  que “A Igreja é chamada a aprender com os jovens”. Por isso o envio de sua experiência é de suma importância para a Igreja do Brasil e para a Igreja Universal. Seu testemunho de acompanhamento ajudará muitos outros jovens no discernimento vocacional e no caminho de maturidade na fé.

Por Maurício Alves, dos Jovens Conectados

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais