JDJ e DNJ têm nova identidade visual

Publicado em 8 de dezembro de 2016 Por Seja o primeiro a comentar!

 

Atenção, Juventude!

Chegou a nova identidade visual da Jornada Diocesana da Juventude (JDJ) e do Dia Nacional da Juventude (DNJ)!

Nova identidade visual da JDJ e DNJ

Nova identidade visual: JDJ e DNJ

A nova identidade visual vai unir os jovens de todo o Brasil para caminhar e sonhar juntos, como pede o Papa Francisco: “A paralisia faz-nos perder o gosto de desfrutar do encontro, da amizade, o gosto de sonhar juntos, de caminhar com os outros”.

Agora, a JDJ e o DNJ terão uma única identidade visual no logo – em todas as Dioceses e paróquias brasileiras. No entanto, cada Setor Diocesano da Juventude e grupos jovens poderão criar o cartaz com a identidade dos seus jovens, das suas características regionais.

“A JDJ e o DNJ surgiram na mesma época, 30 anos atrás. Os dois eventos querem chegar ao coração dos jovens e fazê-los protagonistas na Igreja e na sociedade. Uma identidade visual padrão reconhece, celebra e consolida esta caminhada. Viva a JDJ. Viva o DNJ”, celebra o Presidente da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude (CEPJ), Dom Vilsom Basso.

O Assessor Nacional da Comissão para a Juventude, Pe. Antônio Ramos Prado, SDB, destaca que “nesse ano queremos lançar um logotipo que fará uma ligação dessas duas colunas da Pastoral Juvenil da Igreja do Brasil: JDJ e DNJ. Ambos os logos trazem em si sinais de unidade e sintonia, pois um complementa o outro. Cada diocese poderá usar esses dois logos. O importante é que em cada cartaz, camisetas etc… essa marca seja visível para que possamos manter a unidade na Igreja do nosso país”.

 

Faça Download do Logo e do Manual

Faça download dos logos JDJ e DNJ clicando aqui

Faça download do manual de identidade clicando aqui

 

Origem da nova identidade visual

A nova identidade visual destes dois grandes encontros da juventude, JDJ e DNJ, nasceu da forma mais jovem e atual que existe: do diálogo virtual, do desejo de fazer mais, do compromisso com a Igreja, da luta contra o sedentarismo de fé, da busca de responder a vontade de Deus!

Tudo começou com uma postagem: “um momento de silêncio/luto pela comunicação católica” – texto publicado pelos jovens da Clara Estúdio.

Um questionamento: a postagem gerou um fórum de discussão sobre a ação jovem na Igreja. Ela causa inquietude, espanto, vontade de agir.

Então, uma ação: fruto de movimentação, insatisfação, inspiração, vontade de dar o melhor para Deus, nasce essa marca.

Assim, nasceu uma nova identidade visual para que toda Igreja no Brasil possa usar e trabalhar a divulgação da Jornada Diocesana da Juventude e do Dia Nacional da Juventude.

Nessa nova identidade, as cores representam as regiões do Brasil: Norte, Nordeste, Centro-este, Sudeste e Sul. E toda base da identidade trabalha com o rosto da juventude.

Pe. Cleber Faria Silva, Assessor Diocesano da Juventude de Patos de Minas (MG), trabalhou desde o início da nova identidade visual. Foi o Padre Cleber que “chamou” os jovens para a ação! Ao ver a postagem na rede social, o padre comentou: “não está na hora de arregaçarmos as mangas e darmos nossa contribuição a Igreja? O comentário tomou uma repercussão muito grande e então fomos convocados a pensar numa marca que abarcasse esse sentimento”, conta.

“Foram dias de estudo até chegarmos no resultado final da marca. Fiquei muito feliz com o resultado, uma mescla de brasilidade e do espírito jovem, características dos movimentos que elas representam”, avalia o Pe. Cleber.

A nova identidade visual surgiu a partir da iniciativa do Pe. Cleber, com desenvolvimento da arte pela Clara Estúdio e acompanhamento e aprovação da Comissão da Juventude, Coordenação da Pastoral Juvenil Nacional e Equipe de Comunicação Jovens Conectados.

“Queremos agradecer os autores e colaboradores desses logos. Essas pessoas trabalharam incansavelmente e, depois dos logos passarem pela apreciação da Coordenação Nacional de Jovens e da Equipe de Comunicação, a Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude aprovou os logos e agora oferecemos para as juventudes”, conclui Pe. Toninho.

Por Fabiano Fachini, dos Jovens Conectados

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais