Via-Sacra Jovem reúne 7 mil pessoas em Juiz de Fora/MG

Publicado em 25 de março de 2019 Por Seja o primeiro a comentar!

Dias antes de comemorar dez anos de posse na Arquidiocese de Juiz de Fora/MG (em 28 de março), o arcebispo metropolitano, Dom Gil Antônio Moreira, recebeu um presente. Um, não. Sete mil. Este é o número estimado de participantes na Via-Sacra Jovem, idealizada pelo pastor em 2010 e realizada neste domingo, 24 de março, pelo décimo ano consecutivo.

A primeira edição do evento foi acompanhada pelo arcebispo do hospital, onde fazia tratamento de saúde. De lá, ele enviou uma mensagem aos jovens, a quem fez um pedido: que não deixassem aquele encontro acontecer somente uma vez. E a promessa tem sido cumprida. Desde então, milhares de pessoas tomam as ruas da Cidade Alta, em Juiz de Fora, no terceiro domingo da Quaresma, em caminhada rumo ao Morro do Cristo. Entre elas, o próprio Dom Gil. Se não pôde estar na primeira Via-Sacra, das outras nove não deixou de participar.

A manhã de domingo começou com Santa Missa, realizada na Igreja Nossa Senhora de Fátima, no bairro homônimo, presidida pelo arcebispo metropolitano e concelebrada por diversos padres. Em seguida, teve início o cortejo, durante o qual os presentes entoaram canções, fizeram orações e refletiram os passos de Jesus no caminho do Calvário. Parte da oração de cada uma das 14 estações da Via-Sacra foi feita por um jovem representante de movimento, pastoral ou segmento da sociedade.

Na chegada à 15ª estação, o Morro do Imperador ficou pequeno diante da multidão que não parava de chegar. O episódio da ressurreição de Cristo foi refletido por Dom Gil, que também deu a bênção final e se despediu dos jovens, marcando novo encontro para 2020.

O pastor, visivelmente emocionado com a décima edição da Via-Sacra Jovem, explicou o que evento pretende. “Primeiro, levar o jovem a um encontro pessoal com Jesus Cristo. O Monte Calvário não é só o monte da morte, é da ressurreição, mas nós precisamos passar pelo caminho da cruz, como Cristo passou. E o jovem faz essa experiência. Ninguém pode encontrar a Cristo, se não entra na mística da Cruz, para depois entrar na mística da ressurreição”.

O pastor ainda reforçou um pedido feito pelo Santo Padre. “O Papa Francisco, na última Jornada Mundial, disse que o jovem é evangelizador hoje. Não deixar para amanhã. E é isso mesmo. A juventude é o rosto da Igreja hoje. Então nós queremos incentivar a juventude a ter um contato sempre contínuo com Jesus Cristo, no caminho da sua existência, para que quando eles ficarem velhos possam passar para os jovens esse testemunho de perseverança”.

O coordenador do Setor Juventude Arquidiocesano, Padre Luiz Roberto Magalhães Leite, mais conhecido como Zucka, ressaltou a organização do evento e a participação massiva não só de juiz-foranos, mas de pessoas de cidades da região. “Mais uma vez nós queremos agradecer a essa nossa juventude que celebra este ano dez anos de Via-Sacra Jovem. A preparação começou na base, nas paróquias, nas comunidades e aqui percebemos a resposta, o carinho que a juventude tem por esse caminho que é de Jesus, mas também nosso. Da mesma forma que Jesus abraçou a dor e o sofrimento, como amor maior ao próximo, toda essa juventude, também preparada para fazer esse caminho quaresmal, hoje nos deu essa resposta”.

Por: Assessoria de Comunicação – Arquidiocese de Juiz de Fora.

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais