Pastoral da Juventude do Regional Norte II realiza assembleia

Publicado em 19 de dezembro de 2019 Por Seja o primeiro a comentar!

Do dia 12 a 15 de dezembro aconteceu em Macapá (AP), no Centro de Pastoral e Cultura Dom José Maritano, o I Encontro Regional da PJ (I ERPJ). Participaram cerca de 400 jovens provenientes das diversas Arquidioceses, Dioceses e Prelazias que fazem parte do Regional Norte II da CNBB.

O evento aconteceu em Macapá motivado pela comemoração dos 40 anos da fundação da Pastoral da Juventude naquela Diocese. As lideranças pejoteiras da cidade acolheram com muito carinho os diversos grupos que vieram do interior e de várias cidades do Estado do Pará. A grande maioria dos participantes chegou em Macapá de barco, depois de muitas horas de viagem.

Além de diversos assessores, sacerdotes e religiosas, também participaram do referido encontro o bispo de Macapá Dom Pedro Conti e Dom Antônio de Assis Ribeiro, bispo auxiliar da Arquidiocese de Belém e membro da Comissão Episcopal para a Juventude.

Com o tema do evento “Juventude amazônida: nossa vida e missão neste chão”, inspirado no Sínodo Pan-amazônico, a coordenação regional da PJ convidou os participantes a uma profunda e séria reflexão sobre a identidade da PJ na Amazônia. A PJ do Regional foi convocada a se encarnar cada vez mais na realidade amazônica e nela testemunhar a missionariedade dentro de cada realidade, uma vez que o chão da Amazônia é composto por contextos diferentes.

O escolhido foi “Do meio do mundo, anunciamos o tempo de revirar.” O lema foi inspirado nas novas exigências pastorais a partir da Exortação Apostólica Christus Vivit. O “tempo de revirar” fez menção a novos desafios que a PJ do Regional desejou abraçar, como por exemplo, rever práticas e atitudes que devem ser superadas. O assessor Regional Tiago Rocha ressaltou a importância da sinodalidade da PJ em todas as dioceses.

Na programação do evento constou a reflexão de importantes temas como, por exemplo, a Exortação Apostólica Christus Vivit, o Sínodo Pan-Amazônico, a importância do processo de acompanhamento dos grupos de base e a necessidade da missionariedade da Pastoral da Juventude. Os dois bispos que participaram do encontro contribuíram com diversas reflexões.

Durante os quatro dias a metodologia do encontro ofereceu aos participantes muitas atividades, de estilos e em momentos diferentes, que oxigenaram da melhor maneira possível o evento para que não se tornasse cansativo. No primeiro dia, após as formalidades de abertura e a oração inicial houve um show cultural de boas vindas aos participantes.

Outras atividades de grande proveito formativo foram as “rodas de conversas” (palestras) sobre a questão Amazônia e os estímulos pastorais da exortação Apostólica Christus Vivit. Os jovens foram incentivados a levarem a sério, com ousadia e criatividade a missionariedade. Outras atividades como celebrações, experiências missionárias, romaria juvenil, reflexão em grupo e partilha da caminhada da PJ nas Dioceses também foram importantes momentos. O clima que permeou o encontro foi marcado pela alegria, acolhida, integração, escuta, abertura e discernimento.

Davi Rodrigues (Secretário Nacional da PJ) e Dom Antônio (membro da Comissão Episcopal para a Juventude)

Estimulando novas perspectivas e atitudes Dom Antônio de Assis Ribeiro, SDB – bispo referencial para a Juventude do Regional Norte II, fez um apelo, repetido em diversos momentos, para que a sinodalidade, como espiritualidade de comunhão seja um dos mais importantes compromissos da PJ para os próximos anos no Regional Norte II.

“Essa consciência sinodal é consequência do amor à Igreja onde os carismas se acolhem, se respeitam, se enriquecem e somam juntos para a promoção do Reino de Deus. A PJ tem muita riqueza e história para contribuir e enriquecer o Setor Juventude em todas as Dioceses”.

Por Pastoral da Juventude – Regional Norte II

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais