Nas ‘ondas’ da webrádio: música e evangelização dos jovens

Publicado em 12 de dezembro de 2011 Por Seja o primeiro a comentar!

Carol_Beatitudes

Webrádio é a emissora que transmite programação sonora pela internet, usando a tecnologia de streaming. As primeiras transmissões de áudio na rede aconteceram nos Estados Unidos em 1994 e logo em seguida surgiu a primeira web rádio. A primeira emissora brasileira a transmitir sua programação na internet foi a mineira Itatiaia.

Aos poucos surgiram as primeiras emissoras funcionando exclusivamente via internet – que, em comparação com as rádios comuns, custam menos e podem alcançar mais pessoas. Não demorou muito, começaram a aparecer rádios especializadas, e assim nasceram as primeiras webrádios católicas.

A mais antiga do Brasil é a Famílias Online, do Ministério para as Famílias da RCC. Ela foi criada em 2004 por Wilson e Marli Rossi Gabriel. Em entrevista publicada pelo portal da RCC, eles contaram que o trabalho começou quando resolveram criar um site para evangelizar por meio da internet que permitisse aos internautas ouvir música enquanto navegavam.

Não existem informações seguras sobre quantas webrádios católicas há hoje no Brasil, nem sobre o tamanho de seu público. Mas uma pesquisa na rede pode mostrar facilmente que elas são muitas, com ouvintes espalhados por todo o país. Uma enquete feita pelos Jovens Conectados no Facebook em outubro e novembro foi respondida por quase mil pessoas, que mencionaram perto de 60 emissoras (das quais algumas também funcionam como rádio convencional).

A Rádio Beatitudes, sediada em Araraquara (SP), é uma das mais populares no Brasil, com cerca de 300 mil acessos por mês. Comandada pelo casal Silvinho e Carol Zabisky, fundadores da Comunidade Beatitudes do Coração de Jesus, foi criada em 2006. Entusiasta do rádio, Silvinho já tinha trabalhado em uma emissora católica de sua cidade e de lá levou sua experiência.

Na Beatitudes, como em praticamente todas as rádios que transmitem programação só pela internet, o trabalho é voluntário. São os membros da comunidade que se organizam para manter tudo funcionando a partir do estúdio que Silvinho e Carol mantêm em casa. O começo não foi fácil. Carol admite que nem ela acreditava na proposta.

– A inspiração veio no coração do Silvinho, em meados de 2006, quando ele sentiu que devia iniciar uma webrádio para evangelização. Não se tratou de pesquisa de mercado, mas certamente podemos dizer que foi uma inspiração divina, uma vontade de Deus que foi concretizada com o empenho e luta – até solitária – do Silvinho. Na época, só ele acreditou nesta inspiração que veio de Deus… eu não acreditava e até mesmo o desencorajei algumas vezes (principalmente quando ele deu o passo de comprar um novo computador – sem termos o dinheiro necessário pra isso…). Porém, ele tinha a certeza dessa moção de Deus e foi atrás.

Leia a entrevista completa de Carol Zabisky

O desejo de usar as novas tecnologias na evangelização é algo que une todas as webrádios católicas. A Rádio PJ Maringá, mantida pela Pastoral da Juventude, fez suas primeiras transmissões em 2009 e está direto no ar desde 2010, com programação voltada a todos os que se identificam com as pastorais da juventude. Geliton Batista explica como surgiu o projeto:

– A Pastoral da Juventude da Arquidiocese de Maringá (PR) tem buscado marcar presença na internet oferecendo conteúdo, recursos e ferramentas a serviço da evangelização da juventude. O projeto da web rádio está dentro deste propósito e vem sendo construído, gradativamente, com o protagonismo dos próprios jovens. Considerando também que é crescente a expansão do acesso e da qualidade da conexão e o fato de que é expressiva a utilização da internet pela geração atual de jovens, acreditamos que uma web rádio oferece condições para contribuir com nossa ação pastoral.

Interação

A interação descontraída entre locutores e internautas é uma marca das webrádios. As redes sociais têm um papel muito importante nisso, pois é por meio delas que essa interação acontece, encurtando as distâncias, e é dentro delas que ocorre a divulgação das emissoras.

Aline Oliveira, de Santo Antônio do Monte (MG), é assídua ouvinte da Beatitudes. Ela conta que descobriu o link no Orkut e logo se conectou e se encantou. A partir daí, começou a interagir com os locutores e logo já estava participando de um encontro de ouvintes em Araraquara.

– Deus deu à Beatitudes a missão de resgatar pessoas, principalmente jovens, que muitas vezes só têm a primeira experiência com Deus através da rádio! Muitas vezes, assim como foi comigo, jovens conectam a rádio meio que por acaso (digamos que um acaso de Deus!).

Divulgação

Os artistas e gravadoras também costumam ser fãs das web rádios. Eles próprios, tanto os que estão no começo da carreira como os que já são consagrados, enviam suas músicas para serem tocadas. Lize Borba, vocalista da banda Beatrix, considera as web rádios um importante instrumento de divulgação das músicas.

– A rádio, tanto convencional como na internet, é e continuará sendo por muito tempo um dos maiores meios de divulgação da música. Quanto mais pessoas ouvirem, mais a missão da banda estará sendo cumprida – avalia.

E e é assim que essa moçada conectada em Cristo, na juventude e na tecnologia vai trabalhando para levar a palavra de Deus a todos os cantos e atendendo ao chamado do Papa Bento XVI, que convidou “os jovens a fazerem bom uso de sua presença no areópago digital”.

E você? Também gosta de ouvir web rádios católicas? Compartilhe com a gente! Deixe um comentário falando de sua webrádio favorita!

Por Moisés Nazário

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais