É Natal e Jesus está no meio de nós!

É Natal e Jesus está no meio de nós!

E o Verbo se fez carne e conosco veio habitar! É Natal e Jesus está no meio de nós, deixando-nos repletos de alegria. Esta experiência feliz, alcançou e alcança homens e mulheres de todos os tempos, renovando suas forças e os encorajando a seguir a diante, em seus projetos de vida.

Como nos afirma o Papa emérito Bento XVI, “no Natal, Deus veio habitar entre nós; veio por nós, para permanecer conosco”. E a grande motivação desta vinda é o amor! O Senhor quis vir a nós por amor, quer permanecer conosco por amor. E este amor envolve nossa vida de tal forma, que desejamos também a ele responder, indo ao encontro do Cristo que a nós vem.

O nascimento de Jesus, na gruta de Belém, rompe o nosso processo de espera, pois brilhou para nós a salvação e de modo irrevogável, fomos agraciados pela presença do Emanuel, Deus conosco. Brota, deste modo, dentro de nós, uma esperança viva, que vai nos motivando a permanecermos a caminho, pois conosco está o Senhor, único capaz de adentrar em nossas vidas e as plenificar de amor, justiça e paz.

Recebemos neste dia especial, a maior de todas as ofertas divinas: a presença do próprio Deus na humananidade e ainda mais, com um coração humano. Ele, que sempre falou ao seu povo, de muitas formas e maneiras, por meio dos profestas (Hb 1,1), oferta a Palavra definitiva, o seu Unigênito, para tudo revelar por meio Dele, para demostrar de modo único, a sua ternura para com todos os homens e mulheres.

Abramo-nos pois, ao Cristo que vem a nós! Abramos os nossos corações e as nossas casas, para que Ele encontre uma doce morada. E não será Ele a ganhar com essa habitação: se for o nosso interior mais uma pequena gruta, nós é que ganharemos a inefável estadia, Daquele que é  Rei e Senhor do Universo. Abramo-nos a Cristo, com as palhas secas das dificuldades de nosssa vida, mas com as luzes de nossa fé, pois Nele encontraremos sentido e razão para a nossa esperança.

Eis que podemos desejar, uns para os outros, feliz natal, pois naceu para nós a própria felicidade e o seu Reino não conhece fim. Alegremo-nos, pois hoje uma luz brilhou para nós, hoje nasceu o Cristo Senhor!

Por Maurício Lucena, da Redação do Jovens Conectados.

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email