Aconteceu em Brasília o XV Encontro Nacional de Responsáveis Diocesanos de Juventude

Publicado em 9 de setembro de 2019 Por Seja o primeiro a comentar!

A 15ª edição do Encontro Nacional de Responsáveis Diocesanos de Juventude (ENRDJ) reuniu os responsáveis diocesanos adultos para refletir importantes assuntos ligados à juventude: a exortação apostólica Christus Vivit, a prevenção ao suicídio e encaminhamentos dos regionais e da Pastoral Juvenil.

Selfie com Dom Joel Portella Amado (secretário-geral da CNBB) e os demais participantes, após a Santa Missa (dia 06).

Participaram do evento cerca de 200 assessores de diversas Dioceses e expressões juvenis – o encontro aconteceu nos dias 6 e 7 de setembro, nas dependências do Santuário Dom Bosco em Brasília/DF, com a organização da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude (CEPJ).

Tanto os participantes quanto os organizadores, ainda vivenciando a alegria e o entusiasmo provocados pelo Sínodo inédito sobre a Juventude, resgataram neste encontro o estímulo dado pelo Papa Francisco ao presentear a Juventude com o Documento pós Sinodal, que define e convoca o jovem como sujeito eclesial das transformações necessárias que o nosso tempo necessita.

O encontro foi realizado com o intuito de aprofundar o assunto que vem chamando a atenção de estudiosos e dos que acompanham de perto a realidade juvenil quer seja no ambiente urbano, quer seja no ambiente rural: a realidade do suicídio e automutilação.

Com base no material desenvolvido pela Profª Dra. Ticiana Paiva de Vasconcelos (BAIXE AQUI), pesquisadora de temas de atenção e cuidado psicológico em crises, desastres, conflitos humanitários e suicídios, além de pioneira no Brasil na formação de profissionais para o cuidado a crise emocional (Psychological First Aid), Pe. Antônio Ramos, assessor da CEPJ.

“Infelizmente a cultura moderna investiu contra os pilares religiosos que davam aos jovens, até então, uma segurança em seus sonhos e realizações. Excluindo a dimensão religiosa, dogmática e moral, esta deixa o jovem vulnerável e confuso, de certa forma impossibilitando-o no confronto com as realidades desafiantes. Somado a tudo isso, percebemos uma geração de adultos despreparados para o acompanhamento juvenil, se firmando apenas num rigorismo moral conceitual que não o permite a entrar na dramática situação vivida pelos jovens. É preciso reafirmar o valor sagrado da vida revelado por Jesus Cristo: ‘eu vim para que todos tenham vida, e vida em abundância!’”, ressaltou Dom Nelson Francelino, Presidente da Comissão.

Também foram trabalhados os ecos do Sínodo da Juventude e da Exortação “Christus Vivit, sob a assessoria do jovem sinodal Lucas Galhardo, que abordou de modo jovial as principais temáticas abordadas do Sínodo, bem como a exortação, estimulando em todos a criatividade para fazer ressoar em todas as iniciativas as orientações do Santo Padre, o Papa Francisco, que apresenta o Cristo vivo que haverá de se mostrar e encantar a todos que vivem sob o drama do vazio de significados. Além de temas como o site dos Jovens Conectados com as métricas e como a evangelização atinge o Brasil e o mundo, lançamento da Identidade visual da Missão Jovem 2019 e dos cursos de Pós-Graduação de 2020.

Reunião com os articuladores nacionais do Encontro de Jovens com Cristo (EJC).

Na noite do dia 06, se reuniram os articuladores nacionais do Encontro de Jovens com Cristo (EJC), Encontro de Adolescentes com Cristo (EAC) e Movimento de Amizade Cristã (MAC) para debater a programação do festejo nacional dos 50 anos de fundação desses serviços pelo saudoso Padre Alfonso Pastore, a se completar em 2021.

Por fim, foi lida uma moção de solidariedade da juventude do Brasil ao Sínodo da Pan-Amazônico, convocado pelo Santo Padre. Em seguida, foi apresentada às lideranças a agenda Pastoral da Juventude para 2020.

Confira as fotografias, AQUI.

Da redação, Jovens Conectados (Pastoral Juvenil CNBB)

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais