A vocação franciscana de Santo Antônio

A vocação franciscana de Santo Antônio

A memória litúrgica de Santo Antônio é celebrada em 13 de junho, data de sua morte nos arredores da cidade italiana de Pádua.

“Antônio e Francisco” por Giotto di Bondone (pintor e arquiteto italiano).

 

O jovem Fernando escolheu a Ordem dos Cônegos Regulares de Santo Agostinho. Mas um grande acontecimento mudou o rumo de sua vida: decidiu seguir os passos de Francisco de Assis e tomou o nome de Antônio.

Conta Padre Arnaldo Rodrigues, ao Vatican News:
“Fernando dedicou-se completamente ao estudo das ciências humanas e teológicas. Os anos passados em Santa Cruz de Coimbra (Portugal) deixaram um traço profundo na fisionomia psicológica e em seu processo existencial. Foi ordenado sacerdote provavelmente no ano de 1220. Em setembro de 1220, Fernando deixou os agostinianos para vestir a túnica grossa e marrom dos franciscanos. Depois de estudar a regra franciscana, partiu para o Marrocos. Porém após ser acometido de uma enfermidade teve que retornar. No caminho de retorno devido a uma tempestade e ventos contrários, o navio foi arrastado para a distante Sicília, e permaneceu ali por dois anos”.

Nesta época se deu o encontro entre São Francisco e Santo Antônio – este encontro histórico aconteceu em 30 de maio de 1221.

Para celebrar os 800 anos desta ocasião as Províncias italianas de Pádua e Assis iniciaram o Projeto “Antônio 2020-2022” – o primeiro evento tem como tema “Deus me deu um irmão: Francisco de Assis e Antônio de Pádua há oito séculos do Capítulo das Esteiras”.

Também como parte dessas celebrações, o Papa Francisco enviou uma carta ao Ministro Geral da Ordem religiosa dos Frades Menores Conventuais por ocasião dos 800 anos da vocação franciscana, destacando o exemplo da partilha de Antônio e falando diretamente aos jovens:

“O exemplo da partilha de Antônio com as dificuldades das famílias, os pobres e desfavorecidos, assim como sua paixão pela verdade e justiça, ainda hoje pode suscitar um generoso compromisso de doação, em sinal de fraternidade. Sobretudo para os jovens, para que este antigo santo, mas tão moderno e engenhoso em suas intuições, possa ser (…) um modelo a ser seguido para que o caminho de todos seja frutuoso”.

E continua o Papa: “da Sicília, o desígnio providencial de Deus levou Antônio ao encontro com Francisco de Assis e finalmente a Pádua, cidade que estará sempre ligada de maneira especial ao seu nome e que guarda o seu corpo”.

Santo Antônio morreu em 13 de junho de 1231 e foi proclamado Santo em 30 de maio de 1232. Em 1946, foi proclamado “Doutor da Igreja Universal”, como “Doctor Evangelicus” pelo Papa Pio XII.

Com informações de Vatican News e Franciscanos.org

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on email
Email