Nossa Vocação: Um Sacerdócio para os jovens!

Publicado em 6 de agosto de 2019 Por Seja o primeiro a comentar!

O discernimento vocacional é, certamente, uma decisão extramente pessoal, que exige de quem estar por decidir, silêncio e escuta. E nesta tarefa árdua, é sempre bom contar com pessoas que já trilharam este caminho e que podem auxiliar com sua experiência e com seus ensinanentos. A Série “Nossa Vocação” apresenta nesta semana testemunhos de sacerdotes que, por meio de seus ministérios, são suporte para tantos jovens, que desejam responder ao chamado do Senhor!

“Meus caros jovens, eu os amo de todo o meu coração e basta-me que vocês sejam jovens para que eu os ame extraordinariamente” afirma Dom Bosco, expressando com apaixonamento, sua ternura para com aqueles a quem destinou sua missão. Semelhante ao seu pai fundador, Padre Toninho, Salesiano de Dom Bosco e assessor nacional da Pastoral Juvenil do Brasil, diz com convicção que seu sacerdócio é para a juventude: “O Senhor colocou-nos no mundo para os outros, e em especial, o meu sacerdócio, é para os jovens”.

Padre Toninho diz que, ao longo de sua vida sacerdotal pôde fazer a bela experiência de acompanhar os jovens no seu discernimento vocacional e nisto encontrou sua realização. “Eu me realizo cada vez que atendemos um jovem, porque a gente encaminha ele para Deus e para a realização pessoal e espiritual, concluiu.

> Padre Toninho falar de sua realização em ser “um sacerdote para os jovens! Confira no vídeo:

Proximidade, palavra preciosa para o acompanhamento

Ter um sentimento e uma atitude de proximidade, é, para o Padre Alcindo Martins, uma forma de bom pastoreio para com os jovens, que estão na busca vocacional. O sacerdote, que é da Diocese de Duque de Caxias (RJ), diz ser importante que os jovens sintam o Padre próximo a eles, acompanhando nas suas descobertas e também nas suas dores. “A proximidade é fundamental para que o jovem possa ir descobrindo a sua vocação, sendo ele um exemplo, um estímulo, amparando nas suas dores, sendo um ombro amigo, isto é muito importante”, afirmou.

Padre Alcindo (em baixo, à esquerda). “A proximidade é é fundamental para que o jovem possa ir descobrindo a sua vocação”. (Foto: Arquivo pessoal).

Além da proximidade do “Pastor com as ovelhas”, Padre Alcindo recorda também outro fator importante: ter a coragem de propor ideais aos jovens! “Devemos ajudar os jovens a serem mais audaciosos, mais corajosos, não ficarem na praia, mas se jogarem nas águas profundas que Deus nos chama”, disse.

Sobre a experiência de estar no Setor Diocesano da Juventude e poder acompanhar os jovens no caminho vocacional, o Padre Alcindo diz ser esta muito gratificante, pois neste trabalho tem encontrado pessoas disponíveis em se doar pelas juventudes. “Não estamos sozinhos, tem um monte de corações bons, Padres, Consagrados, Leigos, Bispos que estão assumindo a causa da juventude. Está sendo uma experiência muito gratificante, pessoal, humana e pastoral”, concluiu.

Fica então uma proposta: Se você está com dúvidas na caminhada vocacional, procure o Padre de sua paróquia, ele certamente lhe ouvirá e lhe apontará possíveis ações que vão lhe ajudar. Um coração sacerdotal sempre se encontra disponível para ajudar o rebanho a ele confiado. Um boa conversa certamente valerá a pena!

>>Fique Ligado! Próxima Semana, na série “Nossa Vocação”, apresentaremos testemunho  matrimonial.

Por Maurício Lucena, do Jovens Conectados.

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais