Tudo pronto para a caminhada “Jogue a favor da vida – denuncie o tráfico de pessoas”

Publicado em 5 de junho de 2014 Por Seja o primeiro a comentar!

DSC_0098_001Às vésperas da Copa, quando os olhos do mundo se voltam para o país do futebol, religiosos entram em campo para marcar um gol de placa: defender a vida e denunciar o tráfico de pessoas. Na quarta-feira,11, um dia antes da abertura da Copa, uma Caminhada reunirá na Esplanada dos Ministérios, em Brasília (DF), um time especial: religiosos e religiosas, sacerdotes, bispos, representantes de instituições, movimentos e pastorais da Igreja, para dizer um “pra frente, Brasil, salve a vida humana” e dar um ‘olé’ à liberdade.

A caminhada “Jogue a favor da vida – denuncie o Tráfico de Pessoas” é promovida pela CRB Nacional – Conferência dos Religiosos do Brasil, através da Rede Um Grito Pela Vida e está sendo organizada desde maio em parceria com a Secretaria de Segurança Pública do DF e a Arquidiocese de Brasília. Os organizadores pensaram em todos os detalhes de segurança em vista do bem-estar dos participantes.

A preparação do evento foi finalizada na tarde desta terça, 03, na sede da CRB Nacional, com a participação de representantes do Centro Cultural Missionário (CCM); Pontifícias Obras Missionárias (POM); Setor de Pastoral Vocacional, Mobilidade Humana, GT do Tráfico de Pessoas da CNBB; Rede Um Grito pela Vida da CRB Regional de Brasília, Conselho Indigesta Missionário (CIMI) e assessoras executivas da CRB Nacional. A delegação alemã da Ação Episcopal Adveniat também participará da Caminhada.

“Toda manifestação a favor da vida deve ser apoiada, e como membro da diretoria da CRB Nacional, represento muitos religiosos e o nosso apoio quer representar a força destes consagrados e consagradas nestas e outras manifestações da Vida Consagrada que leva esta mensagem a favor da vida”, disse Irmão Joaquim Sperandio, religioso marista, da diretoria da CRB.

Para a presidente nacional da CRB, Irmã Maria Inês Ribeiro, a realização desta Caminhada em Brasília será um incentivo para que todo o Brasil reflita sobre o tema. “Que Deus abençoe esta Caminhada do dia 11, pois devemos ‘botar a boca no trombone’, nos envolver e empolgar todos os religiosos do Brasil em todas as cidades-sedes da Copa para fazer este trabalho de conscientizar e se precisar, denunciar este crime”, afirmou.

Questionada sobre o perigo de os religiosos sofrerem ameaças ou perseguição, a presidente afirmou categoricamente que se tiver religioso que tenha medo, não está vivendo a sua vocação. “A nossa vocação é justamente ser testemunhas de Jesus Cristo e Ele deu a vida e foi até as últimas consequências assumindo o desafio da sua missão”.

Ainda, de acordo com Irmã Maria Inês, o religioso que abraça uma causa, ainda que perigosa, deve ser prudente e cauteloso, trabalhar em parceria com órgãos competentes. “Por isto é uma Campanha que tem à frente um organismo competente, como a CRB. Trabalhamos juntos, mas medo não devemos ter, pois somos anunciadoras do Reino e denunciadoras daquilo que está prejudicando a vida do ser humano”, concluiu.

A Caminhada pretende reunir o maior número possível de participantes com o propósito de chamar a atenção para o problema do Tráfico que afeta milhares de famílias no Brasil e no mundo e que em megaeventos tende a crescer. A programação prevê uma homenagem em memória das crianças, adolescentes, mulheres e homens que morreram ou desapareceram como vítimas desse crime.

A Secretaria de Segurança pede que todos os que vão para a Caminhada estacionem seus veículos no estacionamento do Teatro Nacional.

Fonte: CRB

caminhada

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais