Tradição e animação marcam festejos juninos

Publicado em 23 de junho de 2016 Por Seja o primeiro a comentar!

 

Quero falar com você sobre as boas recordações dessa festa popular, que tem um sentido todo especial, principalmente na região nordeste do Brasil.

13508927_889368261173270_8560039735574836615_n

No dia 24 de Junho a Igreja celebra a Solenidade do nascimento de São João Batista. Sua missão foi preparar os caminhos do Senhor, na sua primeira vinda. A vocação desse homem foi anular-se, para anunciar a Palavra, que se fez carne e habitou entre nós.

Venho da região Nordeste do Brasil,  onde essa festividade tem uma característica marcante no aspecto religioso e também cultural.

A Festa Junina do Nordeste é considerada a maior festa. Toda a comunidade, famílias e turistas de diversos lugares do Brasil se reúnem para festejar a noite de São João em volta da fogueira; as pessoas se alegram, dançam a tradicional quadrilha e saboreiam comidas típicas.

Recordo que, na minha infância, a Festa de São João era o momento oportuno para reunir toda a família e festejar. Em casa tínhamos o costume de fazer comidas típicas, acender a fogueira, comprar roupa nova, e fogos para soltar em torno da fogueira. Tinha uma tradição que não esqueço: Quando passávamos na casa de vizinhos que também estavam com a mesa farta de comidas típicas, perguntávamos: “São João passou aqui?”. E quando respondiam que sim, entrávamos naquela casa para estar com a família em torno da mesa e celebrar São João.

Outro costume, por ser o Nordeste uma região muito seca, é que os festejos juninos, também estejam ligados ao agradecimento pelas chuvas que não faltam nesta época. Os nordestinos agradecem pela colheita do milho, inclusive é por isso que boa parte das comidas típicas é à base de milho. Daí vem toda a fartura e partilha das famílias nessas festividades.

Estou há 16 anos na Comunidade Canção Nova e tive algumas oportunidades de estar em família, no Nordeste, festejando São João. Para nós, nordestinos, é uma festa da família, de singular importância em nossas vidas.

São tantos momentos vividos na família e com amigos, que me fazem reviver no coração essa festa, que também me trouxe valores, como amizade, partilha, alegria e gratidão. “Quantas saudade eu tenho, das noites de São João!”

Juventude e os Festejos

13499847_1021236234620911_114369759_o

A tradição também é mantida pela juventude, na Arquidiocese de Aracaju (Paróquia N. S. do Perpétuo Socorro) pelo terceiro ano consecutivo essa galerinha transmite a alegria de viver em Cristo através da quadrilha Junina. Este ano, a quadrilha denominada por eles como “Serenata Festeira”, trás o tema “Saudade enfim: Saí do sertão, mas o sertão não sai de mim”. Atendendo ao apelo do Santo Padre, o Papa Francisco, onde o mesmo pede que a Juventude faça barulho, prometem não parar por aqui e que próximo ano tem mais surpresas. A quadrilha segue em suas apresentações em instituições e em festejos paroquiais durante a temporada de comemorações.

 

 

Por Cristiane Silva, missionária da Comunidade Canção Nova e
Paulo Henrique, jovem da Paróquia N. S. do Perpétuo Socorro.

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais