Pastoral da Juventude Rural em vigília pela Juventude Camponesa

Publicado em 12 de março de 2013 Por Seja o primeiro a comentar!


13 de março é um dia muito especial para a juventude camponesa, pois nesta data, em 1983, numa sala do Centro Pastoral de Três Passos, no RS, alguns jovens e assessores deram inicio ao que hoje chamamos de Pastoral da Juventude Rural.

Os pernambucanos também vinham organizando a Pastoral da Juventude do Meio Popular Rural. A leitura da época era de que para o trabalho pastoral avançar com a juventude do campo era necessário um trabalho especifico, que respeitasse o jeito de ser e viver dos jovens da roça.

E assim passaram-se 30 anos em defesa da vida da juventude camponesa. Muitas atividades de grupos de jovens; assembleias, reuniões, festas, missas, encontrões e Congressos, embalaram estas três décadas onde muita coisa mudou, e a fé do Cristo Libertador é a mesma, é a que sonha dias melhores para toda a humanidade, em especial para os mais sofridos e discriminados.

Vigília
Neste 13 de março, a PJR propõe essa Vigília: um momento para que cada jovem possa parar e pensar sobre sua pessoa, seu mundo e seu encontro pessoal com Jesus Cristo, que se dá ao estender a mão ao próximo.

Neste mundo corrido e agitado, somos convidados a parar e matutar. Assim como se observa a plantação que a cada dia cresce, observemos o mundo para ver suas mudanças e onde devemos atuar; observemos a nos mesmos, e nos perguntemos: como posso melhor servir ao projeto de libertação proposto por Jesus.

O 13 de março é a Vigília, a parada, a reflexão, a matutação. Recordemos pois os mártires, os lutadores, os jovens que passaram e construíram essa caminhada. É o primeiro momento para se abastecer da energia que vem do criador, para ter forças de mobilizar a galera para o III Congresso Nacional da Juventude Camponesa, 10 à 15 de Novembro, Recife/PE. Embalados com a Campanha da Fraternidade que nos envia para trabalhar com os jovens, vamos nós.

Juventude Camponesa: terra, pão, dignidade.
Pastoral da Juventude Rural do Brasil

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais