Pastoral da Juventude realiza 12º Encontro Nacional em Rio Branco

Publicado em 12 de Janeiro de 2018 Por Seja o primeiro a comentar!

Jovens de todo Brasil estão em Rio Branco/AC para o 12º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude, iniciado em 7 de janeiro. São mais de 400 delegadas/os que celebram a vida dos grupos de base e conhecem a realidade do chão acreano. A atividade vai até o domingo (14). O grupo experimenta a mística de Samaria com a iluminação bíblica: “Sou eu que está falando com você” (cf Jo 4, 26).

O Lema 2018

O lema “Txai: da seiva da vida, a festa do Bem Viver” inspira o caminho metodológico. Jovens de todo Brasil estão em Rio Branco/AC para o 12º Encontro Nacional da Pastoral da Juventude, iniciado em 7 de janeiro. São mais de 400 delegadas/os que celebram a vida dos grupos de base e conhecem a realidade do chão acreano. A atividade vai até o domingo (14). O grupo experimenta a mística de Samaria com a iluminação bíblica: “Sou eu que está falando com você” (cf Jo 4, 26).

O lema “Txai: da seiva da vida, a festa do Bem Viver” inspira o caminho metodológico. As/os jovens têm refletido uma série de temas importantes para a caminhada de evangelização da PJ. Um deles passa pela reflexão da Palavra de Deus. Além da leitura orante do texto escolhido como iluminador para o encontro, as/os delegadas/os participaram de um “diálogo à beira do poço” com mulheres de luta e participação na construção de uma sociedade mais justa. A jovem cearense e pejoteira, Joyce Elayne, provocou as/os pejoteiras/os a vivenciar a reflexão de uma teologia feminina. Para ela, a Palavra precisa ser lida e experimentada a partir de um aprofundamento e uma visão para além das páginas: “Nosso povo estuda a Palavra de Deus na vida”. E acrescentou: “A suspeita é o caminho metodológico da leitura feminista da Bíblia”, salientando a importância de considerar o contexto patriarcal de muitos dos textos. Na perspectiva de rezar o Bem Viver, a PJ também bebe do ensinamento de vários povos tradicionais.

Para o membro da Comissão Nacional de Assessoras/es da Pastoral da Juventude, Pe. Maicon Malacarne, as relações humanas refletidas pelo Bem Viver pressupõem o respeito ao diferente. Essa convivência também foi reforçada pela pastora Romi Bencke, que é secretária nacional do Conselho Nacional de Igrejas Cristãs do Brasil (Conic). Ela refletiu o Evangelho da samaritana e provocou as/os jovens a pensarem na importância de romper barreiras que afastam povos e identidades diversas na sociedade atual. Para enaltecer isso, ao fim da noite dessa quarta-feira (10), o ENPJ promoveu, pela primeira vez na história, uma celebração ecumênica com presença de várias lideranças religiosas de Rio Branco. Segundo o secretário nacional da PJ, Davi Silva, a atividade contará com uma série de momentos importantes. Ele destaca a inserção sociocultural no chão de Rio Branco, sobretudo no conhecimento da história dos povos indígenas e da luta dos seringueiros, além do profetismo de Chico Mendes. Outro momento relevante será o lançamento da Campanha Nacional de Enfrentamento aos Ciclos de Violência Contra a Mulheres. O sábado (13) será reservado à reflexão dessa ação concreta, que foi afirmada como prioridade para a PJ ainda na Ampliada Nacional, realizada no ano de 2017 na cidade de Crato/CE. O ENPJ termina no domingo (14) com Celebração Eucarística na Catedral Diocesana de Rio Branco/AC.


Oração, Hino e Cartaz

O cartaz escolhido para os 12º ENPJ foi lançado em agosto deste ano. A obra é de autoria de Gabriel Rodrigues, 22 anos, da Paroquia São Sebastião, na diocese de Rio Branco. O jovem participou de um processo de seleção com outros jovens e sua obra foi escolhida em votação para representar o Encontro. “A mensagem principal foi inspirada na iluminação bíblica, ou seja, na relação que nós, homens brancos, tratamos nossos irmãos indígenas, fazendo referência a maneira revolucionaria com que Jesus, um judeu, acolheu e levou a relação de bem viver com a mulher samaritana. A mulher como a figura principal do quadro é uma indígena que faz referência as lendas das amazonas, que eram mulheres guerreiras que retiravam os seios para manusear o arco e a flecha”, explicou o autor.“Vem vê um pedacinho deste chão”. Com esse verso, a Juventude acreana convida todo Brasil para celebrar o Encontro Nacional da PJ. Há um mês para o início do ENPJ, a equipe de Cultura e Animação lançou, no dia 6 de dezembro, o Hino Oficial do Encontro. A letra é uma composição de Alesson da Silva Santos – da Paróquia São Miguel Arcanjo, também da diocese que acolhe o Encontro -, vencedor do concurso nacional para a escolha da música. Letra e melodia produzidas a partir da realidade de Rio Branco/AC, onde reside o artista responsável pela música.

Mais informações no site Oficial da Pastoral da Juventude Nacional.

O dia começou com o Espetáculo de Abertura do Encontro apresentando a história do chão que acolhe, o repasse do…

Publié par PASTORAL DA JUVENTUDE NACIONAL sur mercredi 10 Janvier 2018

Por Equipe de Comunicação do Encontro Nacional da Pastoral da Juventude

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais