“Ouvir obrigado vindo de quem eu deveria dizer, é perceber Jesus me lançando”

Publicado em 11 de setembro de 2017 Por Seja o primeiro a comentar!

Matteus Patrício é um jovem brasileiro de 21 anos, que talvez nunca sonhasse ir a Roma e muito menos se encontrar ou conversar com o Papa Francisco: além de morar na América do Sul, a milhares de quilômetros de distância, não possuía condições financeiras para uma viagem internacional.

Em janeiro deste ano, ele começou a ser surpreendido pelo que ele chama de “providência divina” e que o dicionário Aurélio explica: “sabedoria suprema com que Deus conduz todas as coisas”, e assim Matteus ganhou passagem de ida e volta para Roma para participar da convenção da Comunidade Shalom que ocorreu na última semana, entre os dias 03 e 09 de setembro na capital italiana.

Após ganhar a passagem, o jovem já possuía algum dinheiro para a peregrinação, mas ainda havia nele um sentimento de desconfiança da possibilidade de realmente fazer a viagem. “Sentia que Deus me pedia algo a mais. E Deus me pediu pra doar tudo que eu já havia conseguido, fazer um site e pedir doação. E eu fiz isso faltando poucos dias para a Convenção. Ao mesmo tempo em que rezava, pedia a intercessão de São José. Mas nas orações eu ia lembrando tudo que Deus fez na minha vida e que eu não podia desconfiar dele”, conta.

Ele confiou, doou, rezou, pediu e ganhou. “Eu consegui aquilo que Deus queria”. Além de experimentar de forma inusitada o cuidado divino para chegar a Europa, Matteus foi um dos jovens escolhidos para falar ao Papa durante a audiência privada com a Comunidade Shalom. “Ele falou uma coisa que eu não resisti e comecei a chorar: ‘obrigado pelo seu testemunho’. Eu é que queria agradecer a ele, porque foi no Ano da Misericórdia que eu fui atingido pelo Acamp’s que é um evento para jovens promovido pela Comunidade, entrei no projeto para recuperação de adictos chamado ‘Volta Israel’, e, no Ano Mariano eu entrei no vocacional da Comunidade Shalom. Ouvir obrigado vindo de quem eu deveria dizer obrigado é perceber Jesus me lançando mesmo a dar de graça o que de graça recebi. Nunca vou esquecer!”.

Com informações de Kamila Lopes/ fotos: Assessoria Comunidade Shalom

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais