O Chamado Alegra!

Publicado em 17 de agosto de 2016 Por Seja o primeiro a comentar!

4264345

Todo ano, em agosto, a Igreja do Brasil celebra o Mês Vocacional. Sabe de onde ele surgiu e para que fora estabelecido? Criado em 1981, pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), tem como objetivo conscientizar as comunidades da responsabilidade que compartilham no processo vocacional de cada indivíduo.

É por isso que cada domingo do mês de agosto é dedicado à celebração de uma determinada vocação. No primeiro, celebra-se sacerdócio e os ministérios ordenados; no segundo, o matrimônio junto à semana da família; no terceiro, a vida consagrada, e por fim, no quarto, a vocação dos leigos e catequistas.

O termo “vocação” provém do verbo latino “vocare”, que quer dizer “chamar”.  A vocação é, portanto, um chamado. No âmbito religioso, a vocação é sempre um chamado de Deus para alguma coisa. A pessoa do vocacionado se sente atraída para aquilo que considera belo, grandioso, importante e necessário que se faça. No entanto, de acordo com o arcebispo de Porto Alegre e presidente Comissão Episcopal Pastoral para os Ministérios Ordenados e a Vida Consagrada da CNBB, dom Jaime Spengler, ainda é preciso criar uma cultura vocacional na juventude católica.

“Quando falamos de vocação ou de cultura vocacional, quase sempre temos em mente os ministérios ordenados ou a vida consagrada. Na verdade, trata-se de uma compreensão muito mais ampla da questão. Quanto é necessário, por exemplo, que nas diversas dimensões da vida social haja pessoas leigas, comprometidas com a fé, dispostas a cooperar em construir um mundo um pouco melhor para as futuras gerações”, afirma dom Jaime.

A vocação é sempre vista como algo que se pode fazer de útil para os outros, e que é, portanto, um serviço que se pode prestar aos outros. É importante dizer que o chamado tem sempre essa dimensão da “alteridade”, isto é, sempre voltada para o outro. É um serviço, uma doação. “A alegria do Evangelho enche o coração e a vida inteira daqueles que se encontram com Jesus.” É assim que o Papa Francisco inicia a Exortação ApostólicaEvangelii Gaudium, apresentada em 2013.

Por Felipe Michelon Padilha

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais