Leva-me aonde… a juventude em único objetivo: anunciar o evangelho

Publicado em 14 de dezembro de 2017 Por Seja o primeiro a comentar!

“Anunciar o evangelho não é título de glória para mim; é, antes, necessidade que se me impõe. Ai de mim, se eu não evangelizar” I COR 9,16

Ser missionário é ser o amor de Jesus em forma de servo na terra. Para tanto algumas atitudes são fundamentais nessa caminhada, como a solidariedade, paciência, alegria e oração, e em tudo isso os mais de 30 jovens no Maranhão deram um show. A juventude teve um único objetivo: anunciar e partilhar o evangelho, e a missão dada foi cumprida com louvor!

A missionária irmã Marta de São Paulo testemunhou “A missão jovem para mim foi um momento de renovação e revigoramento da fé, pois ao deparar com tantas realidades me fez refletir que precisamos levar sempre o amor de Deus a todos porque sempre por detrás de um sorriso há uma dor ou uma tristeza que desconhecemos e só o amor é capaz de curar.”

Desde o primeiro dia de missão o que não faltou foi amor exalando aos quatro cantos, mas o que também ecoou em solo Caxiense, foi a música “Alma Missionária” de Ziza Fernandes, foi o ‘hino’ que a juventude adotou em muitos momentos. Para aqueles que não conhecem cliquem aqui e escutem, tais estrofes deram o ritmo aos trabalhos desenvolvidos durante os 10 dias de missão. Confira:

“Senhor, toma minha vida nova
Antes que a espera desgaste anos em mim”

A Diocese de Caxias – MA acolheu cada jovem em sua unicidade e construiu uma família missionária.

“Estou disposto ao que queiras…” 

Os jovens por vezes não tinham noção para onde iriam, mas nunca negaram nenhuma missão proposta pela Diocese de Caxias.

 

“Não importa o que seja, Tu chamas-me a servir…”

Empatia

Do dicionário empatia é: a ação de se colocar no lugar de outra pessoa; aptidão para se identificar com o outro, sentindo o que ele sente, desejando o que ele deseja, aprendendo da maneira como ele aprende etc. Na psicologia é a identificação de um sujeito com outro; quando alguém, através de suas próprias especulações ou sensações, se coloca no lugar de outra pessoa, tentando entendê-la.

E assim os missionários e povo caxiense surpreenderam-se em cada momento, partilha, palavras, lágrimas e sorrisos…

 

“Leva-me aonde os homens necessitem Tua palavra…”

Momentos de introspecção, estudos e oração individual e em grupo fazem parte dos momentos missionários.

“Necessitem de força de viver …”

Idosos –  Lar da Divina Providência

Força de viver foi o que não faltou com a visita dos nossos jovens. O lar acolheu os missionários que conversaram, rezaram, cantaram e acima de tudo partilharam a vida. Experiência única para Pedro de Petrópolis, que resumiu “foi mágico, Deus estava presente em cada aperto de mão e sorriso”.

Marina que é do interior de São Paulo não conteve o sorriso em contar “o quão fofo eles eram, foram tantos abraços apertados e olhares inesquecíveis”.

“Onde falte a esperança…”

Visita ao Hospital de referência em Caxias

Foram quatro alas visitadas e dos mais de 200 pacientes da unidade que estavam aptos a receberem visitas, todos, sem exceção, inclusive funcionários, TODOS quiseram partilhar momentos com a juventude missionária.

Os jovens percorreram os corredores e entravam nos quartos, partilhavam a palavra e cantavam juntos. Alguns doentes receberam também a Unção dos Enfermos.

A música e partilha foram acalantos para o local. Inúmeros são os testemunhos e graças partilhadas, como a do paciente Antônio que estava internado esperando uma válvula para o coração, quando os jovens cantaram a música ‘Nossa Senhora’ o paciente se levantou e começou a cantar “cubra me com teu manto de amor…”. Padre Toninho, Antônio também, abençoou o xará.

“Onde tudo seja triste simplesmente por não saber ti…”

Unidade prisional de ressocialização de Caxias 

Visita a penitenciária de Caxias – MA. Para Sandra de São Paulo, foi a experiência mais marcante, pois “mesmo em meio a tanto calor que ali estavam, os presos colocavam camisa para nos receber, e em uma cela tivemos a maior prova de amor, eles tinham apenas um ventilador ali e ao verem a gente suando viraram esse ventilador para nós”.

Rafhael é jovem missionário e veio do Mato Grosso do Sul, e ressalta que ali em meio a superlotação do presídio uma das cenas que mais marcou foi um detento pedir água, “eles ficam ali e tem o direito de buscar e encher suas garrafas somente uma vez por dia” .

Os meninos missionários tiveram ainda uma experiência na fazenda da esperança, conforme já noticiamos.

E a partilha entre os jovens da Fazenda e os missionários foi riquíssima, Leonardo que é do Maranhão conta que “ver jovens da mesma idade que a gente e em um caminho que foi desviado lá atrás é muito marcante, poderia ser ele no meu lugar”.

O momento na Fazenda da Esperança finalizou com a missa presidida por pe. João Paulo Oliveira.

“Te dou meu coração sincero
Para gritar sem medo, formoso é teu amor…”

Centro Educacional São Francisco

As meninas tiveram um contato especial com as crianças Caxienses e com as irmãs da ordem. Foram momentos únicos e o que não faltou foi alegria em cada coração sincero dos pequenos!

Os jovens visitaram também as escolas do estado e município, onde tiveram o contato com a realidade local e puderam levar um pouco de amor a rotina escolar.

Senhor, tenho alma missionária

Conduza-me à terra que tenha sede de Ti…”

“E, assim eu partirei cantando

Por terras anunciando tua beleza

Senhor, terei meus braços sem cansaço

Tua história em meus lábios e a força na oração…”

E assim, a Missão Jovem na Amazônia completou seus 3 anos desbravando toda a diversidade que o Brasil proporciona. O que não faltou foram rostos das diferentes expressões juvenis que temos, mas todos são um, o Rosto Jovem de Deus, o próprio Cristo.

Por Maria Emília Duarte da equipe de comunicação dos Jovens Conectados

 

 

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais