Juventude Missionária na Amazônia: “desamarrem as sandálias”

Publicado em 13 de abril de 2017 Por Seja o primeiro a comentar!

Os primeiros dias da terceira expedição Missão Jovem na Amazônia da CNBB  foi marcado pela presença dos 19 missionários na zona Urbana da Arquidiocese de Manaus.

Os diferentes rostos das juventudes que compõe o grupo participaram de momentos na Cúria em que partilharam o projeto missionário que a Amazônia busca e os anseios pessoais que os trouxeram até longínquas terras.

Fotos: Maria Emília

O primeiro momento do grupo foi realizado pela Irmã Cláudia, em que as juventudes foram convidadas a “retirarem suas sandálias” para pisarem no coração da Amazônia. O gesto proposto pela Salesiana vai de encontro com o proposto pelo evangelho para que os participantes deixem seus preconceitos de lado e vivenciem a semana santa. Para que nenhuma construção anterior interfira e assim, os jovens são chamados a sentir o que a terra e seu povo tem a oferecer.

Desde segunda os jovens foram para as chamadas “áreas vermelhas” de Manaus, denominadas áreas de maior criminalidade na cidade em que foram chamados a evangelizar por onde andavam, a visitar os doentes e a levar a Eucaristia e um momento de oração. E acima de tudo foram para ouvir o que o povo manauara tinha pra falar.

Damião Dias, veio da cidade de Santa Cruz de Cabrália na Bahia e partilhou que está vivendo momentos memoráveis no Amazonas. O jovem percorreu as ruelas e rezou com os doentes, mas para ele acima de tudo ofereceu um ouvido e um Deus amigo que era visível em cada lágrima e abraço que trocou nas visitas.

Guilherme Silva, veio de Poço Fundo em Minas Gerais, o jovem conta que perguntou a uma criança o significado de missão e o pequeno sorridente respondeu que era “Salvar vidas” a resposta o marcou profundamente, pois para ele é com essa alegria que ele quer vivenciar todos os momentos em ser missionário.

A partir de hoje, Quinta-feira Santa, os 19 jovens da CNBB se unirão a um grupo de 53 pessoas, jovens locais do Amazonas, sacerdotes, religiosas, consagrados e leigos que juntos vão para o interior, zonas rurais, ribeirinhas e comunidades carentes caboclas.

O grupo de 72 pessoas está distribuído em Rorainópolis, Rio Preto da Eva e Anveres. Nesses locais as juventudes vão celebrar e contemplar o bioma da Amazônia e ficarão até o domingo de Páscoa vivenciando a fé, cultura, serviços e a vida em comunidade com as famílias locais.

Por Maria Emília Duarte*

* A jovem faz parte da Equipe do Jovens Conectados – Comunicação Pastoral Juvenil da CNBB e está vivenciando a 3° missão e correspondendo com as notícias do projeto!

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais