Tudo pela Rainha: Encontro Nacional do JUMAS Brasil

Publicado em 15 de novembro de 2016 Por Seja o primeiro a comentar!

Fotos: Fábio Alves - JUMAS

A Juventude Masculina de Schoenstatt (Jumas) celebrou seus 60 anos de fundação no Brasil com um Encontro Nacional entre os dias 12 e 15 desse mês. O regional Paraná acolheu 450 rapazes de todo o Brasil na cidade de Cornélio Procópio/PR, junto ao Santuário Tabor da Fidelidade à Igreja, para a glória da Santíssima Trindade.

No sábado, 12 de novembro, o encontro foi no Santuário. Lá as diferentes cidades e regionais foram apresentados na abertura oficial e acolhidos pelo Bispo da Diocese, Dom Manoel João Francisco. O tema do primeiro dia de encontro foi ‘Geração Missionária’, onde impulsionados por essa corrente de vida, nos preparamos para o primeiro momento de espiritualidade, dirigido pelo regional Sudeste, com uma vivência inspirada na frase: “Portadores de um grande presente”.

Motivados pelo tema ‘Tudo pela Rainha’ e inspirados pela frase “Herdeiros de um grande passado”, o Jumas Brasil acompanhou vídeos históricos e um trabalho em grupos para conhecer as diversas cidades que fazem parte do ramo. À tarde tivemos um momento onde nos perguntamos: “Por que queremos coroá-la?”. Após os trabalhos e discussões, o Jumas celebrou a Santa Missa com a comunidade na igreja catedral da cidade e comemorou, nessa celebração, seus 60 anos com um jantar de gala, partilhando experiências com a geração que participou do encontro nacional dos 50 anos da juventude. Após o jantar, todos voltaram ao colégio onde estavam reunidos, dessa vez com o coração ansioso, pois chegava um momento muito especial, bastante aguardado pelo Jumas Brasil: a coroação da Peregrina Heroica. O objetivo era coroar a Mãe de Deus com uma coroa de fogo, representando o fogo que se faz presente em cada coração, que se faz presente no ardor missionário que levam em seus corações – não é um fogo qualquer, é o FOGO DO CRISTO TABOR!

Inspirados pelo tema ‘A serviço da Igreja e do mundo’, os participantes visitaram, na manhã de segunda-feira, a imagem de Cristo que fica no alto da cidade e é um monumento feito em bronze, com 12 metros de altura. Motivados pela frase “Construtores de um grande futuro”, realizamos ali os trabalhos em equipe sobre a história de Schoenstatt e o mundo atual.

No período da tarde tivemos um momento onde nos foram passadas informações sobre o futuro Santuário de Schoenstatt de Caieiras/SP, em seguida o Pe. Alexandre Awi conduziu uma palestra motivacional sobre o Jumas em saída, a serviço da Igreja e do mundo. O representante dos Movimentos Eclesiais na Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB, e membro do Jumas, Lucas Galhardo, nos apresentou o tema do Rota 300 e o ‘DoCat’. Finalizamos o dia com uma vivência conduzida pelo regional Paraná, aprofundando a frase que nos motivou durante todo o dia e terminando com uma adoração.

No dia da independência do Brasil, com o tema “Rumo ao Novo Tempo” os líderes de cada cidade reuniram-se para o fórum, discutindo alguns temas importantes para nossa juventude, onde uma das decisões foi o local de acontecimento do IX Fórum Nacional do Jumas Brasil, em 2017, que acontecerá em Itaara/RS nos dias 2 a 5 de novembro de 2017.

Ao final do encontro, todo o Jumas Brasil se reuniu para a missa de encerramento e, em sua homilia, o Pe. Alexandre Awi reforça a importância de o Jumas Brasil ser Cristo, o Cristo que leva em seu ideal, o Cristo que lhes dá o fogo que está presente em seus corações, o fogo é o que eleva: “Chegaremos a Cristo se cultivarmos este fogo, este fogo que é o Fogo do Cristo Tabor!”

Foram anunciados ainda os nomes dos novos secretários regionais e nacional do ramo. No regional Nordeste Caio Raposo assume como secretário; no Sudeste é o Nikolas Garcia; no Paraná é o Lucas Campana; no Sul é o Gustavo Marconato. O secretário nacional é o Robson Prado, de Cornélio Procópio/PR, e o vice-secretário é Thales Correia, de São Bernardo do Campo/SP. No encerramento foi realizado também a troca dos símbolos do ramo e a Peregrina Heroica foi para o Sul, a Coroa foi para o Nordeste, a Patena para o Sudeste e o Cálice para o Paraná.

Por Fábio Alves – Jumas – Movimento de Schoenstatt

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais