Juventude brasileira: entre consumismo e preservação da natureza

Publicado em 9 de julho de 2018 Por Seja o primeiro a comentar!
O Secretário-Geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, comenta as palavras do Papa Francisco aos participantes do Congresso que marcou os três anos da publicação da Encílica Laudato Si.

Créditos fotográficos: Agência Brasil

Um evento realizado na semana passada, no Vaticano, marcou os três anos da publicação da Encíclica Laudato Si do Papa Francisco. Ao dirigir seu discurso aos participantes do Congresso Internacional, o Pontífice citou os dois Sínodos que terão como protagonistas grupos diretamente interessados na conversão ecológica: os jovens e os povos indígenas, de modo especial os da Amazônia.

“São os jovens que deverão enfrentar as consequências da atual crise ambiental e climática. Portanto, a solidariedade intergeracional não é uma atitude opcional, mas uma questão essencial de justiça”, afirmou o Papa citando a Laudato Si.

Um dos participantes deste Congresso foi o Secretário-Geral da CNBB, Dom Leonardo Steiner, que comenta as palavras do Papa Francisco e analisa o comportamento da juventude brasileira, que deveria se comprometer mais com a preservação do meio ambiente, deixando de lado o consumismo:

Sínodo 2019: a Amazônia no coração da Igreja

O Sínodo para Amazônia foi uma resposta do Papa Francisco à realidade da Pan-Amazônia. De acordo com o Pontífice, “ o objetivo principal desta convocação é identificar novos caminhos para a evangelização daquela porção do Povo de Deus, especialmente dos indígenas, frequentemente esquecidos e sem perspectivas de um futuro sereno, também por causa da crise da Floresta Amazônica, pulmão de capital importância para nosso planeta. Que os novos Santos intercedam por este evento eclesial para que, no respeito da beleza da Criação, todos os povos da terra louvem a Deus, Senhor do universo, e por Ele iluminados, percorram caminhos de justiça e de paz”.

Por Bianca Fraccalvieri – vaticannews.va

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais