Jovens da Diocese de Petrópolis entregaram símbolos da JMJ à Diocese de Nova Iguaçu

Publicado em 17 de junho de 2013 Por 1 Comentário


Com dois grandes eventos, a Diocese de Petrópolis encerrou domingo (dia 16) a peregrinação dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) – a Cruz e o ícone de Nossa Senhora. O primeiro aconteceu pela manhã, quando foi inaugurado na sede da Liga Católica, pelo Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão o monumento construído – a Cruz – simbolizando a passagem dos símbolos pela Diocese e a realização da JMJ na cidade do Rio.

O segundo evento, aconteceu em Belford Roxo, quando os jovens da Diocese de Petrópolis, juntamente com padres e os seminaristas, entregaram oficialmente a Cruz e o ícone de Nossa Senhora aos jovens da Diocese de Nova Iguaçu. O evento contou com a presença dos bispos das duas dioceses, Dom Luciano Bergamin (Nova Iguaçu) e Dom Gregório Paixão (Petrópolis) e padres, que se juntaram aos jovens e a todo povo para festejar a passagem dos símbolos da JMJ.

Assim como os jovens, os dois bispos não esconderam a alegria de estar junto da juventude perto da Cruz e do ícone de Nossa Senhora, consideradas relíquias do Beato João Paulo II. Os dois bispos ressaltaram a importância de Jesus Cristo na vida de todos, frisando que somente com Deus é possível vencer os males do mundo fazendo um convite aos jovens para que vivam na presença do Senhor Jesus.

Dom Gregório Paixão disse que era com muita alegria que a Diocese de Petrópolis entregava os símbolos da JMJ aos jovens da Diocese de Nova Iguaçu, ressaltando todo bem que a passagem deles fez ao povo em todas as paróquias por onde passou. Dom Luciano Bargamin acredita que muitos milagres vão acontecer na sua Diocese por onde os símbolos vão passar.

Monumento
Na manhã de ontem, cerca de 200 pessoas participaram da missa, celebrada pelo Bispo Diocesano, Dom Gregório Paixão, na sede da Liga Católica Jesus, Maria e José. A missa aconteceu no alto da colina, onde foi construído o monumento em memória à passagem dos símbolos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) pela Diocese de Petrópolis.

A missa contou com a participação de vários padres Diocesanos e também do prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo, secretários municipais, vereadores e o deputado federal, Hugo Leal. Dom Gregório Paixão agradeceu o empenho de todos que trabalharam pela realização do evento, principalmente os membros da Liga Católica que se dedicaram por construir o monumento, um marco da JMJ no Rio e um local para peregrinação dos jovens.

A Cruz e o ícone de Nossa Senhora foram levados para Liga por jovens de diferentes paróquias, que a receberam da Comunidade Jesus Menino, onde ficou durante toda noite, quando aconteceu a vigília com orações por toda igreja. Na Comunidade Jesus Menino a presença dos símbolos da JMJ foi marcada por grande emoção, principalmente por que a Comunidade, através de seu fundador, Tônio está encabeçando uma campanha a favor da vida em todas as suas etapas.

Por Diocese de Petrópolis

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais