Formação de lideranças e atendimentos sociais marcam a terceira “Missão de Férias” da Arquidiocese de Niterói

Publicado em 26 de Fevereiro de 2018 Por Seja o primeiro a comentar!

O Setor Juventude da Arquidiocese de Niterói/RJ realizou no período de 18 de Janeiro a 04 de Fevereiro a Missão de Férias 2018. Pelo terceiro ano consecutivo esta missão ocorreu no distrito de União Bandeirantes, Área Pastoral Missionária da Arquidiocese de Porto Velho, a 160km da capital rondoniense.

Neste ano, a missão foi marcada por diversas atividades voltadas para a capacitação de lideranças e o auxílio no desenvolvimento de um projeto de vida comunitário através do fortalecimento dos vínculos, do empoderamento dos indivíduos e da formação pastoral, além da promoção de saúde e qualidade de vida através de atendimentos em diferentes áreas.

Sob a assessoria do Padre André Luis Siqueira, a equipe foi composta por 34 jovens de diferentes paróquias da Arquidiocese de Niterói. Somou-se ao grupo, uma auxiliar de saúde bucal que integrou a equipe de odontologia, da Paróquia São João Bosco – Arquidiocese de Porto Velho.

Durante as duas semanas de missão as atividades foram concentradas no centro do distrito, tendo como sede da Área Pastoral a comunidade Nossa Senhora dos Migrantes. Além das atividades do centro, houve ainda a Santa Missa em 17 das 25 comunidades da região, que são mais afastadas do centro de União Bandeirantes.

Para os atendimentos especializados haviam dentistas, psicólogos, fonoaudiólogos, advogados e assistente social – que nessas duas semanas realizaram 300 atendimentos. Além destas, foram realizadas ações com profissionais de administração, comunicação, música, orientação profissional, pedagogia, engenharia civil. Contou-se com a participação e envolvimento de toda comunidade religiosa e sociedade civil, e buscou realizar os encaminhamentos possíveis e, sobretudo deixar mecanismos para que pudessem dar continuidade ao desenvolvimento local. Aconteceram ainda atividades para crianças com colônia de férias e para jovens com um acampamento e seus pós-encontros.

As atividades que se destacam são algumas visitas institucionais na região, a capacitação com o conselho comunitário da região criado na Missão de Férias 2017, além de visitas às casas e demais atividades pastorais, por exemplo, formação para catequistas e um curso para lideranças.

O padre André Luís afirmou que “a missão proporciona um duplo efeito: para as pessoas que são o público-alvo e para os jovens que atuam com missionários e retornam motivados. Quem ganha, na verdade, é a Igreja”. Espera-se que esta missão traga um legado para a Igreja, com maior entusiasmo dos cristãos leigos e leigas na vida eclesial e também na busca da transformação da sociedade tanto para aqueles que participaram da missão como missionários, como também da comunidade alcançada na Igreja-irmã de Porto Velho.

Por: Giulia Camporez – Setor Juventude da Arquidiocese de Niterói/RJ

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais