Diocese de Tocantinópolis realiza 2ª Jornada Diocesana da Juventude com experiências marcantes de missão

Publicado em 12 de novembro de 2015 Por Seja o primeiro a comentar!
Foto: Setor Diocesano de Juventude.

Foto: Setor Diocesano de Juventude.

Com a participação de quase mil jovens, aconteceu, de 30/10 a 1°/11, a 2ª Jornada Diocesana da Juventude da Diocese (JDJ) da Diocese de Tocantinópolis, na cidade de Augustinópolis (TO), com o tema “Bem aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia” (Mt 5, 7), o mesmo da JMJ 2016, em Cracóvia (Polônia).

A Jornada foi aberta com a caminhada de acolhida à imagem peregrina de Nossa Senhora Aparecida e, logo após, a Missa de abertura. Já o sábado, 31, foi recheado de programação com duas palestras ministradas pela representante da coordenação nacional do Ministério Jovem Renovação Carismática Católica (RCC),  Luciana Belúcio, que falou sobre o tema do evento e foi acolhida com muita festa pelos jovens, que ouviram com muita atenção os testemunhos e partilhas de Luciana.

Durante a tarde aconteceram oficinas com 10 temas da atualidade e de interesse da juventude, que foram: juventude e sociedade; setor diocesano de juventude; juventude e drogas; afetividade e sexualidade da juventude; campanha contra o extermínio da juventude; juventude e mídias sociais; juventude e sustentabilidade; juventude e ideologia de gênero; juventude e família; juventude e projeto de vida; e, por último, juventude e arte como caminho no combate à violência.

Ainda no sábado, aconteceu a Noite Cultural, tão aguardada pelos jovens “jornadistas” e comunidade em geral. Quatro apresentações artísticas foram feitas, incluindo teatro e, dança, além de três dos quatro finalistas do Festival de Música Sacra de Angico (FEMUSA ). Para encerrar a noite, Leandro Silva e banda conduziram um show que “agitou” a juventude.

Visita missionária dos jovens. Foto: Setor Diocesano de Juventude.

Visita missionária dos jovens. Foto: Setor Diocesano de Juventude.

No último dia de jornada, aconteceram as visitas missionárias, quando os “jornadistas” visitaram as famílias no centro urbano e na zona rural. De acordo com os participantes, aconteceu um grande avivamento na cidade de Augustinópolis que os moradores jamais esquecerão e que proporcionou experiências incríveis para os missionários.

Um dos exemplos foi o relatado pelo seminarista Laécyo sobre umas das experiências mais fortes das visitas: “Chegando aos minutos finais do tempo determinado para a evangelização dos bairros, uma das animadoras da comunidade pedia que visitássemos duas casas que precisavam muito de oração. Mesmo com o horário extrapolado, fomos! No final, os dois idosos que nos escutavam choravam muito. Diziam que era de alegria, mas, além disso, era muito perceptível o quanto que a misericórdia do Pai os afagava naquele momento. O que antes era para eles, talvez, somente dor e desespero, agora se transformou em bonança de paz e consolo”, comentou o .

O bispo da Diocese de Tocantinópolis, Dom Giovane Pereira de Melo, participou ativamente da organização e programação da JDJ 2015 e anunciou o desejo de realizar a próxima jornada na cidade de Tocantinópolis.

Confira alguns testemunhos sobre a JDJ em Tocantinópolis:

“As oficinas foram inexplicáveis! Aprendi muito e, com esse aprendizado, desejo passar ao grupo de jovens de que participo”, partilhou Jhonny, da Pastoral da Juventude (PJ) de Araguaína, sobre as oficinas que foram conduzidas por padres, freiras e leigos da Diocese de Tocantinópolis e de outras dioceses, assim como por especialistas das temáticas abordadas.

“Apesar de ser a minha primeira Jornada, o meu coração estava animado e cheio de expectativas pelo chamado de sermos jovens sentinelas e de sair por aí anunciando a Boa Nova aos que não conhecem”, relatou o jornalista da RCC de Araguaína, Wanderson Rodrigues.

“Foi uma honra receber em minha cidade um evento tão grandioso como a JDJ. Jovens vindo de várias cidades com muito entusiasmo e uma grande alegria em estar louvando ao Senhor. Foi realmente uma benção”, comentou Valéria, da Juventude Missionária (JM) de Augustinópolis e voluntária da JDJ.

Por Taillany Mesquita, vice coordenadora diocesana da Juventude Missionária – Diocese de Tocantinópolis (TO)

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais