DENIS E A MISSÃO EU VOU ALÉM

Publicado em 22 de dezembro de 2016 Por Seja o primeiro a comentar!

Cada jovem, em cada canto deste país, quiçá do mundo todo, tem muitas histórias e testemunhos para contar e demonstrar a graciosidade da presença de Deus. Nessa época do Natal, histórias como a do Denis só reforçam que o nascimento do Menino Jesus tem que acontecer todos os dias em nosso coração, que Natal é todo dia basta querermos celebrar o Salvador e convidá-lo a nascer diariamente em nossas vidas.

Denis Nogueira tem 28 anos e é missionário católico da Missão Eu Vou Além. Morador de São José do Rio Preto (SP), onde o jovem vive com seus pais e irmão. No dia dois de novembro de 2009, Denis se acidentou em Santo Antônio da Alegria (SP), em uma cachoeira. O acidente o deixou tetraplégico, pois ele bateu o rosto num banco de areia ao fundo do rio. A fatalidade poderia ter lhe tirado a vida…

Denis Nogueira

Denis Nogueira (arquivo pessoal)

“Foram oito segundos em afogamento em que clamei a misericórdia de Deus, eu estava totalmente paralisado do pescoço para baixo, pois a lesão já tirou os movimentos do pescoço para baixo ‘imediatamente’ e Ele me ouviu, Deus me pegou pelo braço e desvirou meu corpo me livrando da morte. Eu gritei socorro ao meu irmão, e ele me tirou logo da água e colocou num barranco. Veio uma mulher negra, que se dizia enfermeira, então já na areia ela estabilizou meu pescoço e ficou conversando comigo para que eu não desmaiasse. Quando questionaram na cidade quem era a mulher ninguém nunca ouviu falar, mas um padre disse à nossa família: ‘foi Nossa Senhora Aparecida quem esteve lá cuidando de você, Denis’, pois quando meus pais chegaram ela tinha desaparecido”, relata Denis.

Só o fato de sobreviver ao acidente já demonstra o quão grandioso Deus é. Denis conta que um padre amigo da família disse que “ele não estava morrendo afogado, na verdade ele foi ‘plasmado’ de novo, gerado no ventre de Deus durante 8 segundos e Deus o trouxe a vida para ele levar vida aos que precisam”.

Com o renascimento de Denis, nasceu também a MISSÃO EU VOU ALÉM. Ainda no hospital, em que ficou 15 dias hospitalizado, em Ribeirão Preto (SP), após a cirurgia – sem dormir ou comer e usando colar cervical – o jovem demonstrava a presença de Deus a quem o cercava. Ele estava sempre sorrindo e dizendo aos médicos que “estava ótimo graças a Deus”. Os médicos diziam aos seus pais que o Denis vegetaria o resto da vida, mas eles continuaram firmes na fé!

Missão eu vou além foi criada por Denis

Missão eu vou além foi criada por Denis

O rapaz forte, de 1.88 de altura, voltou para casa pesando 40 quilos, usando fraldas, sondas, medicamentos, tomando banho no leito e com uma ferida (escara) em que o osso, segundo a família, ficou exposto – “um buraco sem carne que era tão profundo que cabia uma mão dentro” de acordo com Denis.

Quem estava sempre ali para cuidar e fazer tudo para Denis era sua família: seus pais e irmão. O pai do Denis é ministro extraordinário da Eucaristia e todos os dias levava a Eucaristia para Denis, que dizia: “se Jesus está comigo nesta cruz, quem sou eu pra reclamar de alguma coisa?”. E assim se passaram um ano e oito meses, acamado sem sentar para nada.

Em 2012 Denis voltou a sentar e foi visitar os médicos que disseram que ele vegetaria o resto da vida. Para a surpresa dos médicos e da ciência, eles sempre exclamaram, quase que sem acreditar, que: “Denis, você é um milagre e um dia você voltará aqui andando para testemunhar que Deus te levantou”.

Em 2013, Denis começou a dar testemunho dos milagres que Deus realizou em sua vida. Em 2014 começou a viajar com sua família missionária fora da diocese. Com o apoio do bispo Dom Tomé Ferreira, pediram a benção de envio. Neste mesmo ano Deus suscitou o nome da “Missão Eu Vou Além” para a missão de testemunhar os muitos milagres que Ele realizou na vida do jovem.

Em 2015, Denis e sua família viajaram em missão mais de 31 mil quilômetros. Já em 2016, mesmo tendo outra ferida em fevereiro, que o levou a outras internações, nada o impediu de testemunhar viajando mais de 23 mil quilômetros.

Em uma das missões, o rapaz conta que foi dada uma profecia: “Denis é fato que Deus vai te levantar desta cadeira de rodas, mas enquanto Deus te usa sentado, Ele tem levantado aqueles que estão caídos e mortos pelo caminho através do seu testemunho”.

E assim, aos poucos, o menino Jesus tem renascido com Denis. O jovem que sempre atuou nos ministérios da igreja não teve barreiras para continuar a servir. Atualmente ele canta e toca teclado sem mexer as mãos e dedos. Seu pai fica encarregado da bateria, seu irmão na guitarra e sua mãe ministra oração.

Assim, a família Nogueira viaja o Brasil fazendo momentos de oração e levando o testemunho de Denis, que ainda está numa cadeira de rodas e precisa muito da família.

Pais e irmão de Denis (foto arquivo pessoal)

Família Nogueira: Pais (Silvio e Neuraci) e irmão (Gustavo) (foto arquivo pessoal)

 

“Eu louvo a Deus pela vida do meu pai Silvio, minha mãe Neuraci e meu irmão Gustavo que não medem esforços para irem além nesta missão e por cuidar de mim com tanto amor e dedicação”, agradece Denis.

O testemunho de Denis é um presente para nosso Natal, pois ele mostra o quão Deus é Pai para com seus filhos e presenteia diariamente com novas chances para o jovem ir além!

 

 

 

Para conhecer mais sobre a história do Denis acesse:

Instagram: @denisnogueiraoficial
https://m.facebook.com/missaoeuvoualem/
E-mail: contatodenisnogueira@gmail.com

 

Por Maria Emília Duarte

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais