Confira a carta de motivação para a XVI Assembleia Nacional da PJMP

Publicado em 23 de novembro de 2015 Por Seja o primeiro a comentar!

unnamed (1)

Maceió – AL, 11 de novembro de 2015.

Carta de Motivação da XVI Assembleia Nacional da Pastoral da juventude do Meio Popular do Brasil para todos os Regionais, Estados, Arqui/Dioceses, Prelazias, Paróquias, Comunidades e Grupos de Base e Militantes.

É com muita alegria que a Comissão Nacional da Pastoral da Juventude do Meio Popular do Brasil vem encontrar a sua juventude ousada, que com ternura e resistência continua na luta em 37 anos de vida e profecia. Fomos embalados por mudanças históricas nestes últimos anos e temos muito a celebrar, rezar e lutar.

Durante os últimos três anos refletimos como fundamentos do caminho os eixos: Juventude, Igreja e Sociedade. Traçamos um caminho que se iniciou em nossa XV ANPJMP em Goiânia/GO, perpassando o nosso Congresso de 35 anos, que nos fez retornar à nossa casa-mãe Recife/PE. Reafirmamos o compromisso de formação de nossas bases realizando a 2ª Edição da Escola Nacional de Formação José Adelar Nunes em Fortaleza/CE e finalizamos este ciclo de atividades conversando com nossos jovens em nosso Seminário Nacional de Militantes que foi acolhido por duas Dioceses, Juazeiro/BA e Petrolina/PE.

Estas atividades, além de contribuírem no fortalecimento da continuidade do projeto de Jesus Cristo Libertador, nos ajudaram como subsídios para a realização da XVI Assembleia Nacional da PJMP (ANPJMP) que ocorrerá de 21 a 24 de Janeiro de 2016 em Maceió/AL e tem como Tema: PJMP: Vida e Missão no Meio Popular, e como Lema: O cuidado com a Casa Comum, seguindo a Iluminação Bíblica: “Felizes os que têm fome e sede de justiça, porque serão saciados” (Mt 5, 6). A Taxa de Inscrição para o evento é de R$ 50,00 (para o custeio de alimentação e estadia), e as inscrições deverão ser realizadas de 5 a 15 de janeiro de 2015 em nosso site.

O nosso amadurecimento enquanto jovens do Meio Popular nos dá uma grande responsabilidade: não temos como fechar os olhos para as maldades que continuam ocorrendo no Brasil. O extermínio de jovens continua sendo nossa bandeira de luta permanente, pois nossos jovens estão morrendo e em sua maioria uma juventude negra. O preconceito que combatemos com veemência ainda permanece, seja pela questão sexual, raça, etnia e/ou até pela região do país onde cada jovem reside. Necessitamos descontruir estereótipos criados por um processo educacional ainda “hierarquizado” e machista que não protagoniza o conhecimento da/do para um propósito libertador (trecho da Carta às Bases, março/2015).

A grande expectativa desta Assembleia Nacional é que seja um espaço de aconchego, construção e produção de mecanismos que fortaleça e guie a caminhada da PJMP para os próximos três anos (2016-2017-2018) em defesa da vida, em defesa do Reino de Deus. O cuidado com a casa comum nos faz um convite a nos percebermos como parte da natureza e nos inserirmos num conjunto de uma comunhão universal, denunciando a sociedade do descarte e construindo uma nova sociedade mais humana, inclusiva e sustentável. Esta é a nossa missão no meio popular.

Dedicaremos a maior parte do nosso tempo de Assembleia para a construção de material voltado para quatro eixos: Formação, Comunicação, Sustentabilidade e Articulação Política.

Suscitamos ainda que todos os Regionais, Estados, Arqui/Dioceses, Prelazias, Paróquias, Comunidades e Grupos… realizem as suas Assembleias e/ou Reuniões Ampliadas e que os documentos anexos (1, 2 e 3) a esta carta possam ser apresentados e discutidos a fim de dar subsídio para as deliberações que ocorrerão em nossa XVI ANPJMP.

Por fim, desejamos a todos e todas, bons diálogos e reflexões sobre o que se está sendo proposto. Somente no valor humano da coletividade que nós conseguimos fazer o Reino de Deus acontecer. O “ilêaô” é a nossa casa abençoada, nossa terra fértil é responsabilidade nossa!

“Ai que saudades do céu, do sal, do sol de Maceió”

Comissão Nacional da PJMP
Comissão Nacional de Assessores da PJMP

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais