Começa seminário da PJ sobre Campanha Nacional contra a Violência de Jovens

Publicado em 4 de maio de 2013 Por Seja o primeiro a comentar!


Representantes da Pastoral da Juventude de todo o Brasil se reúnem em Taguatinga, no Distrito Federal, para o “Seminário Nacional da Campanha contra a Violência e Extermínio de Jovens”. O evento foi aberto com destaque para os desafios diante das realidades de morte e violência entre as juventudes. Mais de 150 delegados participam da atividade no Colégio Marista Champagnat de sexta-feira, 03 de maio, até o domingo, 05 de maio.

O secretário nacional da PJ, Thiesco Crisóstomo, introduziu a mesa de abertura destacando os dados alarmantes da violência contra jovens no Brasil, que motivam os atos da Campanha. Os jovens presentes deram início ao debate expondo situações Brasil afora e destacando a necessidade de ampliar políticas públicas que garantam direitos e reduzam o extermínio das juventudes.

Dentre os principais assuntos debatidos na mesa de abertura, estava a luta assumida pelas Pastorais da Juventude e pela Igreja contra a redução da maioridade penal. O tema foi apontado como um dos principais fatores na campanha contra a violência. “Propor a redução da maioridade penal é tapar o sol com a peneira. É tentar colocar atrás das grades principalmente a população negra, marginalizada e que geralmente não possui perspectivas nem projeto de vida. As penitenciárias acabam agravando a situação de marginalidade, que poderia ser combatida com a garantia dos direitos básicos”, como explica o jovem Edilson Gondim do Pará.

Os principais temas que vão nortear os debates e trabalhos até o domingo são, além da redução da maioridade penal, a segurança pública, educação, trabalho, violência e uso de drogas, aprisionamento e cárcere, tráfico humano e trabalho escravo.

Mesa de Abertura
A mesa de abertura contou com convidados de congregações religiosas, assessores da PJ e representantes do Poder Público.  Felipe Freitas, articulador do projeto “Juventude Viva” do Governo Federal, enalteceu a importância da PJ na construção de debates sociais a respeito dos jovens.  “A Pastoral da Juventude é a maior escola de formação de quadros para a participação social do Brasil”, afirmou Felipe, que começou sua participação social a partir dos grupos de base da PJ.

Os convidados destacaram a importância da participação da Pastoral da Juventude no âmbito religioso e político em todo o Brasil. Em 2014, a PJ completa 40 anos de história

A Campanha
A Campanha Nacional contra a violência e o extermínio de Jovens é uma ação articulada do Projeto “A Juventude Quer Viver” da Pastoral da Juventude e de diversas organizações. Busca fomentar e provocar toda sociedade para o debate sobre as diversas formas de violência contra a juventude.

A Campanha nasceu da reflexão da 15ª Assembleia Nacional das Pastorais da Juventude do Brasil, ocorrida em maio de 2008. O Seminário foi proposto pela Coordenação Nacional da Pastoral da Juventude “para construir ideias e discutir ainda mais os eixos propostos pela Campanha”, como explica o secretário nacional da Pastoral da Juventude, Thiesco Crisóstomo.

Por Teias Nacional / Equipe de Comunicação do Seminário Nacional da Campanha

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais