Aliança de Misericórdia promove Congresso Jovem

Publicado em 5 de julho de 2019 Por Seja o primeiro a comentar!

O Congresso Jovem 2019, do Movimento Aliança de Misericórdia, reuniu mais de 800 participantes e teve como tema “Vós sois o agora de Deus”, tirado de um dos discursos do Papa Francisco na JMJ Panamá e também presente na Exortação Apostólica Pós-sinodal “Christus Vivit”. Os participantes vieram de 15 cidades do Brasil e mais 2 jovens de fora do país (da República Dominicana e da Colômbia) e ainda contou com o trabalho de cerca de 70 voluntários e 120 missionários, além dos colaboradores de diversos setores.

“Momentos de Céu na Terra”< foi uma das frases mais usadas pelos participantes para descrever essa edição do evento da Juventude da Aliança. Pregações, momentos de oração, Adoração Eucarística, musical, festa das cores e espaço lounge marcaram a programação que tinha por intuito levar cada jovem a uma experiência no Agora, sendo o próprio Agora de Deus.

A Adoração Eucarística, inspirada pela citação “Não fiqueis agarrados às coisas antigas. Eis que faço nova todas as coisas” (Is 43, 18-19) e conduzida pelo fundador padre João Henrique e pelo Acordi na noite de sábado, motivou os jovens presentes a uma profunda experiência com Jesus. Proclamando que “um dia na presença de Deus vale mais que mil dias fora dela”, os jovens rezaram, cantaram e colocaram-se à disposição do Senhor.

Pregações

As pregações do encontro foram ministradas pelos missionários Vanessa Paula, Danilo Rasera, Lilian de Maria, Kayque Schissler, pelo pastor Eduardo Nunes (do Movimento Dunamis) e pelo Pe. José Eduardo, da Diocese de Osasco (SP).

O “Agora de Deus” e as maneiras de vivê-lo foram as temáticas do encontro, sempre fazendo relação às tecnologias, à missão e ao Reino de Deus. “Viver o Reino de Deus aqui na Terra” foi o recado deixado pelo pastor Eduardo Nunes, que se mostrou feliz pela experiência com a juventude da Aliança. Em suas redes sociais, o jovem pastor postou fotos do evento dizendo “Com meus irmãos católicos da Aliança de Misericórdia” e “Manhã de sinais e maravilhas com meus irmãos”, recordando sua passagem pelo Congresso.

A Aliança de Misericórdia sempre manteve um diálogo ecumênico, em especial com os irmãos das Igrejas Protestantes, unindo-nos a eles em momentos muito importantes, como a luta contra o aborto e a ideologia de gênero, além de outras propostas da “Rede pelo Bem”.

A Festa das Cores foi outro destaque do encontro com muita música e animação. Também no sábado, antes do encerramento com Adoração Eucarística, os “Artistas da Misericórdia” apresentaram um musical com muitas parábolas sobre o tempo e do desperdício dele com as mídias sociais e com aquilo que passa.

Uma surpresa para os presentes foi a participação do Pe. Custódio no teatro. Ele, que é presidente do Movimento Aliança de Misericórdia, interpretou um “especialista em relógios e na dinâmica do tempo”. Em suas aparições, “consertava” um grande relógio cenográfico e trazia reflexões sobre o eterno.

Espaço das Cores

O lounge, espaço criativo sempre presentes nas edições do Congresso Jovem, além de ser um lugar para partilha, comunhão e novas amizades, esse ano trouxe como novidade, uma exposição sobre as cores do “Arco Íris de Misericórdia”.

Cada uma das cores, que representa cada uma das evangelizações da Aliança, tinha um missionário à disposição para explicá-la aos jovens que por ali passaram. Muitos descobriram, por exemplo, as vítimas da misericórdia (representados pela cor roxa), irmãos e irmãs que doam o seu sofrimento, causado por doenças incuráveis e/ou terminais, em prol da Obra, da conversão dos pecadores e da salvação das almas. 

Também no lounge, houve no domingo, um bate papo sobre expressão musical do Movimento Jovem da Aliança. Durante o encontro, os jovens puderam cantar as músicas mais pedidas, dançar e ouvir a partilha desses que vivem e pregam a cultura do Reino. Durante a homilia do domingo, dia do Senhor e solenidade dos santos Pedro e Paulo, o Pe. Custódio fez um desafio aos jovens da Geração Acordi: “Meu quarto, uma capela”.

Em que isso consiste? Durante sua pregação, o músico do Acordi, Kayque Schissler, falou sobre iniciar o dia “arrumando o quarto”, para que também o dia tivesse uma ordem e iniciasse na graça de Deus.

Na mesma moção, o presidente da Aliança propôs que cada jovem passasse a arrumar sua cama todos os dias e além disso, chegar em sua casa e arrumar seu cantinho de oração: pintar uma parede (se assim for necessário), conseguir uma mesinha ou prateleira, fixar um quadro de Jesus, colocar uma imagem de Nossa Senhora ou do seu santo de devoção, sua bíblia, uma vela e deixar aquele espaço propício para que no ‘escondimento’ do quarto, cada um possa também viver o céu aqui na terra.

Durante a Eucaristia de encerramento, o Pe. Leandro Rasera, um dos idealizadores da Geração Acordi, festejou o “balanço” da evangelização jovem na Aliança durante desse ano. Mais de 2 mil jovens foram alcançados em todos o Brasil pelo Encontro Thalita Kum.

Ainda, durante o ofertório, foram apresentados à Assembleia e no Altar do Senhor, os jovens que iniciaram o seu caminho de discernimento vocacional com a Aliança de Misericórdia.

Por Robson Landim, jornalista e colaborador da Aliança, com fotos de Mônica Santi

/tags

/leia mais

/deixe seu comentário

/redes-sociais

/siga nossas redes sociais